1 evento ao vivo

PT critica "tentativa de golpe da direita" na Venezuela

30 abr 2019
17h17
atualizado às 19h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Em nota oficial, o Partido dos Trabalhadores (PT) criticou o que chamou de "tentativa de golpe" na Venezuela após o movimento militar que tomou forma nesta terça-feira pelo país. Mais cedo, o líder opositor e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou que conta com o apoio de um grupo de militares para restaurar a democracia e "acabar com a usurpação de poder" - como os antichavistas se referem ao governo de Nicolás Maduro.

Presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann 
Presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado / Estadão Conteúdo

O documento assinado pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, diz que a oposição tenta "há anos derrubar o governo democraticamente eleito do Partido Socialista Unido da Venezuela" e que o governo de Maduro tem o apoio popular por causa dos "anos de políticas voltadas ao bem-estar da população e contrárias à exploração imperialista e das elites locais".

Gleisi também atacou o embargo econômico internacional que atinge em cheio a economia venezuelana e voltou a pedir diálogo para resolver o impasse no país vizinho. "A paz na Venezuela é uma luta de todas e todos os democratas latino-americanos e do mundo".

Leia a nota na íntegra:

O Partido dos Trabalhadores condena a recente tentativa de golpe na Venezuela, levada a cabo pela oposição da direita golpista e antichavista.

Estes grupos opositores tentam há anos derrubar o governo democraticamente eleito do Partido Socialista Unido da Venezuela. Seu fracasso em alcançar este objetivo é um resultado claro do apoio que o partido e seu governo tem junto às pessoas, após anos de políticas voltadas ao bem-estar da população e contrárias à exploração imperialista e das elites locais.

Não aceitamos atitudes antidemocráticas como estas. A solução dos problemas venezuelanos passa por levantar o embargo econômico internacional de que o país e, principalmente, sua população, são vítimas. É importante que as forças democráticas busquem o caminho do diálogo e levem em consideração a vontade expressa no voto popular.

A paz na Venezuela é uma luta de todas e todos os democratas latino-americanos e do mundo.

Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional

Humberto Costa
Líder no Senado

Paulo Pimenta
Líder na Câmara

Monica Valente
Secretária de Relações Internacionais

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade