PUBLICIDADE

Morre advogado que foi atingido por disparo da própria arma durante exame de ressonância em SP

Advogado foi atingido na região do abdômen por um disparo acidental enquanto acompanhava a mãe em um exame

6 fev 2023 - 22h06
Compartilhar
Exibir comentários
Advogado Leandro Mathias Novaes
Advogado Leandro Mathias Novaes
Foto: Reprodução/TikTok

O advogado Leandro Mathias Novaes, de 40 anos, que foi atingido pela própria arma enquanto acompanhava a mãe em um exame de ressonância magnética, morreu nesta segunda-feira, 6. A informação foi confirmada pela OAB-SP 108ª Subseção de Cotia em um pronunciamento nas redes sociais.

O caso ocorreu no dia 16 de janeiro, em um estabelecimento na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, Jardim Paulista, no centro da capital. Ele foi atingido pelo disparo acidental quando a máquina do exame foi ligada. 

Conforme registrado no boletim de ocorrência, magnetismo do aparelho clínico teria feito a arma, que estava na cintura do Novaes, se mexer. O movimento provocou o disparo que o atingiu na região do abdômen. Após o ocorrido, ele foi levado para o Hospital São Luiz, onde estava internado. 

A arma estava registrada e Leandro tinha autorização de porte. Porém, antes de entrar na sala do exame, ele assinou um termo de contraindicação de campo magnético para acompanhantes, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) na época. 

Após a notícia, colegas de profissão lamentaram a morte de Leandro. “Foi um dos melhores quadros da advocacia Cotiana. Talentoso e obstinado pela família. Fica seu exemplo de luta e superação. Deus o tenha sempre em bom lugar”, afirmou um advogado na publicação da OAB. 

“Uma perda inestimável. Grande amigo. Meus sinceros sentimentos aos familiares”, publicou outra seguidora da página.  

Influenciador armamentista

Novaes possuía 7,5 mil seguidores no TikTok, e mais de 49 mil visualizações na rede social onde tirava dúvidas de usuários sobre armamento e porte de armas. Quantos tiros podem ser efetuados em uma situação que se configure legítima defesa ou se CACs (sigla que define o grupo de caçadores, atiradores e colecionadores) podem parar para almoçar enquanto se deslocam para o treinamento de tiro, são algumas das questões que ele respondia aos seus seguidores.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade