PUBLICIDADE

Manifestantes do MTST ocupam prédio da B3 em SP

Grupo pretende ficar na sede da bolsa de valores indefinidamente; eles protestam contra a fome e a inflação no País; veja imagens

23 set 2021 15h11
| atualizado às 18h22
ver comentários
Publicidade

Manifestantes do Movimento de Trabalhadores Sem-Teto (MTST) ocuparam a sede da bolsa de valores de São Paulo (B3) na tarde desta quinta-feira (23) em meio a um protesto contra a fome, a desigualdade e a inflação no centro da capital paulista. Eles pretendem ficar no local indefinidamente.

Militantes do MTST invadem prédio da B3, no centro de São Paulo
Militantes do MTST invadem prédio da B3, no centro de São Paulo
Foto: Reprodução/ Twitter MTST / Estadão

Imagens publicadas pelo movimento mostram dezenas de militantes em um hall interno do prédio, agitando bandeiras e carregando cartazes com mensagens contra a alta de preços e contra o presidente Jair Bolsonaro. Eles faziam uma passeata no centro histórico paulistano e entraram correndo no edifício, sem que os seguranças pudessem conter o grupo. O ato começou por volta das 13h.

"É inadmissível que quase 100 milhões de brasileiros estejam em situação de fome e insegurança alimentar enquanto os bilionários movimentam R$ 35 bilhões por dia só aqui na Bolsa", disse a líder sem-teto Debora Pereira, segundo uma nota divulgada pelo grupo. "Alguém está ganhando muito dinheiro com a fome do brasileiro e isso nós não podemos aceitar."

Em frente ao painel informativo com as cotações do dia, manifestantes exibiam uma bandeira do Brasil estilizada com a palavra "fome". Um cartaz também trazia a frase "sua ação financia nossa miséria". Outros continham mensagens de indignação com a inflação no País. O movimento ressalta que não há previsão para o término da ocupação. Veja imagens:

Veja imagens da ocupação da bolsa de valores pelo MTST:

 

Estadão
Publicidade
Publicidade