PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Justiça manda Boulos apagar publicação sobre suposta 'pedalada' de Nunes com verbas da educação

Guilherme Boulos afirma que prefeito de São Paulo poderia ser declarado inelegível; para juiz, deputado federal compartilhou informação 'notoriamente inverídica'. Pré-candidato do PSOL diz que vai recorrer da decisão

15 mai 2024 - 12h36
(atualizado às 13h01)
Compartilhar
Exibir comentários
Guilherme Boulos e Lula no ato no 1º de Maio
Guilherme Boulos e Lula no ato no 1º de Maio
Foto: Taba Benedicto/Estadão / Estadão

A Justiça Eleitoral determinou nesta terça-feira, 14, que o deputado federal Guilherme Boulos, pré-candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, retire de suas redes sociais uma publicação em que afirma que Ricardo Nunes (MDB), prefeito da capital paulista e pré-candidato à reeleição, deixou de investir mais de R$ 3,5 bilhões na educação municipal e que, por isso, poderia ser julgado inelegível pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Além do pedido do MDB, a deputada federal e pré-candidata a prefeita Tabata Amaral (PSB) também questionou a publicação na Justiça Eleitoral, pois seu nome foi removido da montagem e, segundo a legislação, os resultados de uma pesquisa de intenção de votos devem ser replicados tais como obtidos pelo levantamento. Os dois pedidos foram julgados procedentes e Boulos removeu as publicações do ar.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade