PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Bolsonarista, dono da Havan liga para agradecer senadores por ‘taxação de blusinhas’

Texto teve apoio do governo Lula (PT), do centrão e segmentos bolsonaristas pressionados pela indústria e varejo nacional

6 jun 2024 - 09h23
Compartilhar
Exibir comentários
O dono da Havan, Luciano Hang
O dono da Havan, Luciano Hang
Foto: CartaCapital

O empresário Luciano Hang, conhecido como “Véio da Havan” e dono da rede de mesmo nome, ligou para senadores na noite desta quarta, 5, para agradecer pela aprovação da taxação federal de 20% sobre compras internacionais de até US$ 50.

À coluna, um senador governista, que pediu para não ter o nome revelado, relatou a ligação do empresário agradecendo o apoio à medida. Hang disse ao senador que a taxação é uma maneira de evitar a concorrência desleal com as empresas chinesas que driblam a Receita Federal. Ao longo da semana, Hang disparou vídeo diretamente aos senadores pedindo a taxação. Essa abordagem corpo a corpo, não foi exclusiva de Hang, outros representantes da indústria e do comércio, se envolveram pessoalmente na articulação da proposta. 

Aliados de Hang e bolsonaristas, como o senador Jorge Seif (PL-SC), ligado ao setor de pesca, defenderam publicamente a taxação na tribuna. Assim como o dono da Havan, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) havia se envolvido na aprovação e dado aval para sua base se posicionar a favor da medida na Câmara, na semana passada.

O texto aprovado de maneira simbólica na Câmara, foi posto em xeque no Senado com a decisão do senador Rodrigo Cunha (Podemos-AL) retirar a taxação de dentro do projeto Mover - sobre mobilidade verde. No entanto, a articulação do líder do governo, Jaques Wagner (PT-BA), junto com partidos da base, o PSD e MDB, e o apoio do senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), permitiu que o trecho voltasse para o projeto e fosse aprovado. A medida teve aval também de partidos do centrão, orientados pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade