PUBLICIDADE

Ferramenta de transcrição Escriba é finalista do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados

24 out 2022 - 19h22
Compartilhar
Exibir comentários

O Escriba, ferramenta de transcrição automática de áudios e vídeos criada pelo Aos Fatos, é um dos finalistas do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados deste ano.

O projeto concorre na categoria "Inovação e Experimentação" com outras duas iniciativas: o BotPonto, do Núcleo Jornalismo, e o Suspeitos Sem Fundamento, do data_labe. O resultado será anunciado no dia 6 de novembro às 18h durante a conferência de jornalismo de dados Coda.Br.

O Escriba começou a ser desenvolvido pela equipe de tecnologia do Aos Fatos no ano passado. Desde então, a ferramenta tem sido usada pela redação para transcrever com rapidez debates, entrevistas e discursos de políticos e autoridades. Também se tornou uma importante ferramenta para localizar desinformação em vídeos publicados, por exemplo, no YouTube, de modo a facilitar a investigação de campanhas coordenadas de fake news.

Neste ano, o Aos Fatos passou a disponibilizar o Escriba para o público. Além da criação de assinaturas pagas, foram distribuídos mil acessos gratuitos da ferramenta para jornalistas de outras redações. Desde agosto, a plataforma já transcreveu mais de 2 mil horas de áudios.

Seu algoritmo também é usado para alimentar o Banco de Discursos, um repositório público que disponibiliza transcrições de todas as falas dos principais candidatos à Presidência da República de de 2022.

Conheça os finalistas desta edição do prêmio pela lista abaixo:

Dados Abertos

Má alimentação à brasileira (Revista Piauí e Agência Fiquem Sabendo)

A cor da dor (Jornal O Povo)

Amazônia Minada (InfoAmazonia)

Inovação e experimentação

Escriba (Aos Fatos)

BotPonto (Núcleo Jornalismo)

Suspeitos sem fundamento (data_labe)

Investigação

O caçador de jazidas: quem é o empresário que lidera a corrida pelo ouro em terras indígenas (Repórter Brasil)

4 em cada 10 abortos legais no Brasil são feitos fora da cidade onde a mulher mora; pacientes percorreram mais de 1 mil km (G1)

GSI libera garimpo em áreas preservadas da Amazônia (Folha de S. Paulo)

Visualização

Mapa dos conflitos (Agência Pública e Comissão Pastoral da Terra)

Aquazônia: A Floresta-Água (Ambiental Media)

O voo dos MEIs (Agência Tatu)

Aos Fatos
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade