PUBLICIDADE

Engenheiro brasileiro se prepara para viajar ao espaço: "Ficha está caindo aos poucos"

Victor Hespanha será o segundo brasileiro a fazer a viagem, desta vez na espaçonave New Shepard, da Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos

16 mai 2022 17h12
ver comentários
Publicidade
Victor Hespanha será o segundo brasileiro a ir para o espaço
Victor Hespanha será o segundo brasileiro a ir para o espaço
Foto: Divulgação CSA

Há uma semana, um mineiro de Belo Horizonte viu sua vida mudar da noite para o dia. O engenheiro de produção Victor Hespanha, de 28 anos, sairá da capital para uma viagem ao espaço.

O rapaz foi anunciado como um dos tripulantes da espaçonave New Shepard, da Blue Origin, que pertence ao bilionário Jeff Bezos. O voo já tem data e horário para acontecer: será na próxima sexta-feira, 20, às 10h30 da manhã no horário de Brasília.

O tripulante brasileiro embarcou, junto com a esposa Marcella Diniz Hespanha, nesta segunda, 16, para os EUA. A tripulação ainda conta com o americano Evan Dick, que integrou uma missão da New Shepard em dezembro de 2021; com o empresário e piloto de aviões comerciais Hamish Harding; os investidores Jaison Robinson e Victor Vescovo, e Katya Echazarreta, que será a primeira mulher mexicana a ir ao espaço.

O convite

Há mais ou menos duas semanas, Victor Hespanha comprou três NFTs (token não-fungível ou representação de algo digital de forma valiosa) da Cripto Space Agency, desenvolvedora de produtos tecnológicos espaciais e promotora de criptomoedas e de possibilidades de exploração sideral.

Todos que compraram concorreram a uma vaga na nave espacial News Shepard. Ao receber a notícia de que foi um dos sorteados, um sonho de infância virou realidade.

Em entrevista ao Terra, Hespanha conta que quando comprou as NFTs estava mais empenhado no potencial de valorização e nas vantagens que a empresa oferecia. O valor gasto com os itens foi de aproximadamente R$ 12 mil reais. Para os custos da viagem, Hespanha não deve pagar nada.

"Foi um momento muito especial. Honestamente, a primeira reação foi não acreditar direito no que estava acontecendo. Até agora a ficha está caindo aos poucos", diz.

Hespanha será o segundo brasileiro a viajar ao espaço. O primeiro foi o astronatua Marcos Pontes, ex-ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovações da gestão Jair Bolsonaro. O engenheiro quer que essa experiência, que ele considera um privilégio, seja fonte de inspiração, principalmente para as crianças.

"Vejo tudo isso como uma grande oportunidade, em todos os sentidos. O universo é um tema muito mágico e que inspira descobertas e sonhos. Portanto, ver que um cara comum, como eu, está tendo essa chance, é muito especial. Os objetivos da CSA de democratizar viagens espaciais é extremamente disruptivo e inovador, e, de novo, é muito privilégio ser eu essa pessoa", celebra.

A preparação

Hespanha se diz ansioso com a viagem, mas diz que não houve ainda qualquer preparação específica para o voo, que deve partir do Texas. A única recomendação é manter o seu peso atual. A viagem deve durar, no máximo, 10 minutos.

"Vai ser uma viagem rápida, mas eu acredito que vá possibilitar muitas visões especiais. Quero ver a curvatura da Terra e também a escuridão do universo, todas aquelas cenas de espaço que vemos em filmes ou em registros de agências espaciais. Vai ser incrível!", diz ele, animado.

Mas a expectativa não é só com a viagem e com o que ele verá no espaço. O futuro pós-expedição também já é motivo de ansiedade para o tripulante brasileiro.

"É tudo tão louco que não tem como prever quais oportunidades vão surgir por conta disso. Mas, tenho certeza de que eu vou ser extremamente impactado pela experiência e será difícil seguir como se nada tivesse acontecido", conclui.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade