0

Bolsonaro define que visitará primeiro Chile, EUA e Israel

Informação foi dada pelo deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que será o futuro ministro da Casa Civil

29 out 2018
13h38
atualizado às 13h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As primeiras viagens internacionais do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já estão definidas. Elas serão para o Chile, Estados Unidos e Israel, segundo o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que será o ministro da Casa Civil de Bolsonaro. De acordo com ele, Bolsonaro foi convidado nesse domingo, 28, pelo próprio presidente Donald Trump para ir ao país.

Jair Bolsonaro, após votar em escola de vila militar do Rio de Janeiro REUTERS/Pilar Olivares - RC15D56C6120
Jair Bolsonaro, após votar em escola de vila militar do Rio de Janeiro REUTERS/Pilar Olivares - RC15D56C6120
Foto: Reuters

Já a escolha do Chile, segundo Lorenzoni, foi feita porque este país "é a grande referência latino americana. "Quem deu certo nos últimos 20 anos, aumentou a renda de sua população, tem boa educação , gera tecnologia e hoje comercializa com o mundo todo? O Chile. Então, tem que ter humildade de ver esse exemplo com atenção", disse Lorenzoni, nesta segunda-feira, 29.

Antes de viajar, porém, Bolsonaro deverá ser submetido a uma cirurgia para análise de sua colostomia, que será feita em dezembro. Nesta semana, Bolsonaro ficará no Rio e passa esta segunda-feira "de folga". Nesta terça-feira, ele terá uma reunião com a sua equipe econômica, liderada pelo economista Paulo Guedes.

Já Lorezoni irá para Brasília nesta quarta-feira, onde organizará a equipe de transição junto com o general Augusto Heleno, que será o ministro da Defesa. O deputado também irá na Casa Civil para apresentar sua lista de técnicos.

Os primeiros nomes que integrarão a equipe de transição serão apresentados na próxima quinta-feira. Segundo Lorenzoni, a cúpula não pretende usar os 50 cargos disponíveis para esta ação.

Veja também

Manifestantes fazem oração de agradecimento após vitória de Jair Bolsonaro (PSL)
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade