PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Comemoração de Pezão tem canto: “ninguém cala esse chororô"

Candidato do PMDB foi reeleito com 55,78% dos votos

26 out 2014 - 20h59
Compartilhar
Exibir comentários
<p>Vit&oacute;ria nas urnas &eacute; a&nbsp;primeira elei&ccedil;&atilde;o de Luiz Fernando Pez&atilde;o num cargo majorit&aacute;rio</p>
Vitória nas urnas é a primeira eleição de Luiz Fernando Pezão num cargo majoritário
Foto: Andre Naddeo / Especial para Terra

O clima é de muita festa num hotel no bairro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro. Tudo porque Luiz Fernando Pezão (PMDB) está eleito para mais quatro anos como governador do Estado – em sua primeira eleição majoritária, ele venceu o senador Marcelo Crivella (PRB), com 55,78% dos votos.

“E ninguém cala esse chororô, chora Garotinho, chora Lindberg e chora o bispo”, era possível ouvir, do lado de fora do hotel, o canto da vitória dos correligionários de Pezão – em clara ironia aos rivais diretos da disputa ao governo do Estado, Anthony Garotinho (PR), Lindberg Farias (PT) e Marcelo Crivella (PRB), o bispo citado no canção.

O canto é uma referência aos gritos das arquibancadas do Maracanã dos flamenguistas contra os botafoguenses – tidos pelos rivais como “chorões”, por sempre reclamarem de erros da arbitragem. No canto da equipe e militância de Pezão, o “chororô” agora é dos adversários.

A festa, regada a cerveja, se estenderá até a Barra da Tijuca, num galpão montado pelo PMDB para a comemoração da primeira eleição de Luiz Fernando Pezão num cargo majoritário. Estão presentes grandes nomes do PMDB, como o ex-governador Sérgio Cabral, com quem trocou um longo abraço na chegada, o prefeito Eduardo Paes, o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e deputado estadual Paulo Mello, Carlos Roberto Osório, também eleito para a Alerj, Vagner Victer, o presidente da Cedae, Ícaro Moreno, o presidente da Emop, dentre outros nomes que são braços direitos do governo do Rio. 

Jingles históricosRelembre jingles históricos

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade