9 eventos ao vivo

Haddad diz ter testemunha de campanha irregular de Bolsonaro

Candidato do PSL estaria recebendo doações não-contabilizadas de empresários, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo

18 out 2018
12h52
atualizado às 13h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira que sua campanha sabia que havia "dinheiro sujo" por trás da campanha de difamação que vem sofrendo e afirmou ter testemunhas de que seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), pediu financiamento e empresários para mensagens no WhatsApp.

Haddad, em entrevista em São Paulo
Haddad, em entrevista em São Paulo
Foto: Paulo Whitaker / Reuters

Em entrevista coletiva, Haddad disse que pode haver centenas de milhões de reais despejados ilegalmente na campanha de Bolsonaro.

Na edição desta quinta-feira, o jornal Folha de S. Paulo revela que empresários têm bancado a compra de distribuição de mensagens contra o PT por Whatsapp, em uma prática que se chama pacote de disparos em massa de mensagens, e estariam preparando uma operação para a próxima semana, antes do segundo turno.

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade