Tribunal alemão condena jovem a 20 horas de leitura

14 ago 2017
15h35
atualizado às 17h09
  • separator
  • comentários

Corte de Munique profere medida educativa a adolescente reincidente, que não teria "aprendido nada" depois da primeira infração. Ele foi condenado porque placa de sua moto não estava perfeitamente visível.

Um tribunal de Munique condenou um auxiliar de depósito de 19 anos a 20 horas de leitura porque a placa de sua motocicleta não estava perfeitamente visível. A condenação aconteceu em 8 de junho, comunicou o tribunal na sexta-feira passada (11/08).

Imagem de jovem lendo
Imagem de jovem lendo
Foto: iStock

Segundo o tribunal, o auxiliar de depósito admitiu a sua culpa. O incidente aconteceu em fevereiro deste ano e, por se tratar de reincidência, a juíza de menores responsável pela sentença concluiu que o acusado "obviamente não aprendeu nada" com o primeiro incidente, "exatamente o mesmo ato e com a mesma motocicleta".

Por meio de uma instrução de leitura, o jovem réu deverá agora ser "motivado a se ocupar em nível intelectual com o seu ato", informou o tribunal, acrescentando que não há necessidade de outras medidas educacionais para o acusado.

Segundo o comunicado, a medida educativa será realizada na Universidade de Munique. Numa primeira conversa, o jovem deverá escolher, entre uma série de sugestões, os livros que mais combinam com seus interesses e sua vida. Posteriormente, em entrevistas, ele falará sobre aquilo que leu, também em relação com a própria vida.

A medida se encerra com um trabalho em que o conteúdo da leitura e das discussões são "trabalhados em diversas formas criativas, como, por exemplo, contos, cartazes ou raps".

Veja também

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade