Segunda edição do SISU começa na 2ª

Conheça a programação e não perca nenhuma data importante do Sistema de Seleção Unificada em 2017

26 mai 2017
14h28
  • separator
  • comentários

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) oferece milhares de vagas em universidades públicas das cinco regiões brasileiras.

A primeira edição aconteceu em janeiro de 2010 e de lá para cá o número de vagas e as instituições participantes vêm aumentando.
A primeira edição aconteceu em janeiro de 2010 e de lá para cá o número de vagas e as instituições participantes vêm aumentando.
Foto: Guia da carreira

A primeira edição aconteceu em janeiro de 2010 e de lá para cá o número de vagas e as instituições participantes vêm aumentando.

Hoje, diversas universidades renomadas usam exclusivamente o Sisu para selecionar novos alunos. Várias delas aboliram o vestibular e agora preenchem todas as vagas de graduação por meio do sistema. É o que acontece na Universidade Federal da Bahia (UFBA), na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), na Universidade Federal do Tocantins (UFT), na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), entre tantas outras.

Nas cinco regiões do País há também instituições que reservam parte de suas vagas para ingresso via Sisu.

São várias oportunidades de conquistar o sonho de cursar o ensino superior participando de apenas um processo seletivo em 2017!

Confira a seguir o cronograma do Sisu 2017, quem pode participar, qual a nota necessária para passar e alternativas para quem não conseguir uma vaga!

Cronograma do Sisu 2017

O Sisu acontece duas vezes por ano: no primeiro e no segundo semestre.

A primeira edição foi realizada em janeiro.

Na segunda edição do Sisu 2017, as inscrições podem ser feitas entre o dia 29 de maio (segunda-feira) e 1º de junho (quinta-feira).

O resultado do segundo Sisu de 2017 sai no dia 5 de junho.

O prazo para participar da lista de espera vai do dia 5 a 19 de junho.

Quem pode participar do Sisu 2017?

Pode participar do Sisu qualquer pessoa que tenha feito o Enem 2016 e não tenha zerado na redação. O Sisu não tem pré-requisitos de renda e o candidato pode tentar vaga em universidades de todo o País, mesmo que não more naquele estado.

Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu 2017?

O Sisu não divulga com antecedência as notas de corte. Elas são calculadas diariamente, em função do desempenho dos candidatos a um mesmo curso, turno, modalidade de concorrência, faculdade e campus. Ao final do processo, o sistema preenche as vagas com aqueles que apresentaram a maior pontuação no Enem.

A concorrência do Sisu é alta. No ano passado, 82% das vagas oferecidas exigiram 600 pontos ou mais. As maiores notas de corte superaram os 800 pontos.

O que fazer se não passar no Sisu 2017

Dos grandes processos seletivos que usam a nota do Enem, o Sisu é o primeiro a abrir inscrições. Depois dele vem o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Se você não passar no Sisu 2017 e se encaixar nos critérios desses dois programas, pode tentar uma bolsa de estudos ou um financiamento para pagar a faculdade. Veja como funciona:

-ProUni: distribui bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares bem avaliadas pelo MEC. Para participar do ProUni 2017, o candidato precisa ter feito o Enem 2016, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação, além de atender aos critérios de renda familiar e formação escolar. São duas edições por ano e não pode participar quem já tem diploma de nível superior

-FIES: financia o curso superior a juros baixos e prazo longo para pagamento das parcelas. A dívida só começa a ser quitada após a formatura. Pode se inscrever quem atende ao requisito de renda familiar e fez qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. São duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre.

Caso não se encaixe nos requisitos do ProUni e do FIES, não desanime. Além de ter diversas opções de vestibular em 2017, você pode entrar em uma faculdade particular sem precisar prestar mais nenhum exame. É o chamado ingresso direto, no qual é possível apresentar a nota do Enem (várias aceitam qualquer edição) e, caso tenha a pontuação mínima exigida, já partir direto para a matrícula. As regras variam e o ideal é verificar o edital do processo seletivo no local onde você quer estudar.

Veja alguns exemplos de faculdades que aceitam a nota do Enem:

-Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
-Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
-Universidade de Franca (UNIFRAN)
-Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

-União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME)
-Faculdade Pitágoras

-Universidade Estácio de Sá

Veja também:

Saiba que nota você precisa tirar no Enem para passar no Sisu

Cotas do Sisu

O que é Sisu?


Guia da carreira

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade