Governo paulista terá de indenizar aluna que sofreu bullying

Menina sofria agressões físicas e psicológicas de colegas de classe em uma escola estadual de Santos

27 jun 2018
03h03
atualizado às 09h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo do Estado de São Paulo foi condenado a pagar uma indenização de R$ 8 mil para uma aluna que sofreu bullying dentro de uma escola estadual de Santos. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), a menina, que apresenta leve deficiência mental, sofria agressões físicas e psicológicas dos colegas de classe. 

Segundo a decisão dos desembargadores da 2ª Câmara de Direito Público, houve "falha do poder público", já que a escola não adotou medidas para "proteger e resguardar a integridade física, moral e psicológica da estudante". "Durante o período de aula, é dever do Estado, por meio dos educadores e dirigentes, zelar pelos alunos", afirmou o desembargador Alves Braga Junior. 

Em uma das situações, os alunos da classe fizeram um abaixo assinado para pedir que ela fosse transferida para outra turma. Em depoimento, o professor da turma confirmou que tinha conhecimento dos fatos e que sua única atitude foi recolher a lista.

O bullying tem implicações psicológicas nas vítimas
O bullying tem implicações psicológicas nas vítimas
Foto: LSOphoto / iStock

 O nome da escola e da vítima não foram informados, pois o processo tramitou em segredo de justiça.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação (SEE) diz que há oito anos é feita capacitação de professores mediadores para o acompanhamento das atividades e "promoção à cultura de paz no ambiente escolar". A pasta afirma que mais de 52 mil profissionais já foram capacitados para atuar nos casos de bullying.

Veja também

Relator da Lava Jato acumula série de derrotas em julgamentos da 2ª Turma do STF

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade