PUBLICIDADE

Ex-professora doa quase R$ 5 bi, e alunos de faculdade dos EUA terão aulas de graça

Presente irá garantir mensalidade dos estudantes e salário dos professores

27 fev 2024 - 23h14
(atualizado em 28/2/2024 às 12h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A ex-professora Ruth Gottesman doou R$ 4,9 bilhões para que os alunos da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova Iorque, Estados Unidos, não precisem mais pagar mensalidade. O presente foi feito para atrair candidatos mais diversificados e permitir que os alunos terminem o curso sem dívidas.
Ex-professora doa US$ 1 bilhão para faculdade de medicina e leva estudantes à loucura nos EUA:

Uma doação feita por Ruth Gottesman, professora de longa data da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, irá garantir que os alunos da instituição não precisem mais pagar a mensalidade. O presente, no valor de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4,9 bilhões), foi anunciado aos estudantes na segunda-feira, 26, e provocou lágrimas e aplausos. 

De acordo com a NBC News, o objetivo da ex-professora, de 93 anos, é atrair um grupo mais diversificado de candidatos, que antes não teriam condições de estudar na unidade de ensino, além de permitir que os alunos concluam os estudos sem dívidas, o que é muito comum no país. O curso no Einstein custa US$ 59.458 por ano, cerca de R$ 295 mil. 

Ruth Gottesman, professora do Departamento de Pediatria
Ruth Gottesman, professora do Departamento de Pediatria
Foto: Reprodução/Albert Einstein College of Medicine

Ruth deu os créditos da doação ao seu falecido marido, David “Sandy” Gottesman , por deixá-la meios financeiros. Ele construiu uma casa de investimento em Wall Street, rua que é considerada como o centro do distrito financeiro de Nova Iorque, chamada First Manhattan e fez parte do conselho da Berkshire Hathaway de Warren Buffett. Ele morreu em 2022, aos 96 anos. 

“Sinto-me abençoada por ter o grande privilégio de fazer esta doação para uma causa tão nobre”, disse a ex-professora em seu discurso. 

Segundo a NBC, a Montefiore Einstein, organização guarda-chuva da faculdade, acredita que talvez essa seja a maior doação feita a qualquer faculdade de Medicina do país. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade