PUBLICIDADE

Artistas não conseguem responder provas sobre própria obra: Caetano, Nando Reis e mais; veja

Apesar de músicas serem comumente citadas em provas, até os compositores têm dúvidas sobre as questões; entenda

6 nov 2023 - 19h49
(atualizado em 7/11/2023 às 15h27)
Compartilhar
Exibir comentários

Na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), realizada no último dia 5, uma música de Caetano Veloso foi usada para uma questão e gerou discussão entre os candidatos. Questionado por sua mulher, Paula Lavigne, o próprio cantor ficou na dúvida sobre a resposta certa.

Não é a primeira vez que artistas mostram dúvidas sobre provas que envolvem seus próprios trabalhos. Relembre alguns casos:

Nando Reis

Em 2017, um concurso da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) abordou uma canção de Nando Reis em algumas questões. O exame, que se referia à música Vou Te Encontrar, questionava algumas interpretações sobre a letra.

Perguntado por um fã, o músico discordou de algumas respostas do gabarito. Para ele, a questão de número 8, por exemplo, era letra D. Teoricamente, certa seria a letra C. Na época, o fã disse que iria recorrer.

André Dahmer

Na redação do Enem 2011, uma tira em quadrinhos do cartunista André Dahmer serviu como uma das referências para os candidatos, que teriam que escrever sobre o tema "Viver em redes no século 21: limites entre o público e o privado". Na época, o próprio André disse ao G1 que não sabia se iria bem na prova.

"Não sei qual foi a pergunta e a proposta de redação, mas eu próprio não sei se tiraria dez", disse.

Renato Terra

O Enem também já surpreendeu o diretor de cinema Renato Terra. Em 2017, uma questão do exame abordou Uma noite em 67, filme e livro feito por ele e Ricardo Calil, mas o próprio Terra não tinha certeza da resposta.

"Fiquei com sentimentos misturados. Ao mesmo tempo que é uma baita honra ter o filme citado na prova, achei a questão um pouco confusa", disse ele na época para O Globo.

Terra, que disse que "chutaria a letra E", pelo menos acertaria o chute: no gabarito oficial divulgado, essa era a resposta certa. "Faço um pedido para os estudantes que errarem a questão: não fiquem com raiva do filme ou livro", brincou.

Caetano Veloso

Caetano foi tema de uma questão do exame que perguntava o que as letras das canções Alegria, alegria e Anjos Tronchos tinham em comum, "embora oriundas de momentos históricos diferentes". Já nesta segunda, 6, a mulher do cantor, Paula Lavigne, publicou um vídeo com a resposta dele. Assista acima.

No registro, o artista aparece de pijama analisando a questão no celular. "Quando eu li, achei que são todas", diz Caetano a princípio. "'Referência às cores como elemento de crítica a hábitos contemporâneos', na verdade tem isso nas duas letras", diz ele em referência à opção A.

Em seguida, Paula pergunta se o cantor não acha que a resposta certa é a B - alternativa que apareceu na maioria dos gabaritos extraoficiais. Caetano então analisa: "'Percepção da profusão de informações gerada pela tecnológica'. É, está certo. B de bola".

O artista diz que a alternativa C, que fala da "contraposição entre os vícios e as virtudes da vida moderna", também pode estar presente nas duas canções. Ele passa então a avaliar a alternativa D - "busca constante pela liberdade de expressão individual". "Eu achei que era essa, mas aí todo mundo falou: 'não, é B", diz Paula. "Eu acho [que é essa] também", responde Caetano.

Ele ainda afirma que a opção E, "crítica à finalidade comercial das notícias", também parece estar certa. Mas, depois de avaliar, completa: "B e a D são, aparentemente, as mais apuradas assim".

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade