Startups do Cubo Itaú abrem mais de 50 vagas em tecnologia

Oportunidades vão de estágio à coordenação e focam no ecossistema de inovação; profissionais das áreas de marketing, vendas, recursos humanos e financeiro também podem se candidatar

13 jan 2021
19h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Cubo Itaú, hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico com mais de 400 startups de diferentes segmentos, abriu cerca de 200 vagas de emprego. Há oportunidades em áreas como marketing, vendas, recursos humanos, financeiro e, principalmente, tecnologia.

Para a área tecnológica, há 50 vagas disponíveis em startups, como Access One, Accountfy, Clicksign, Infoprice e Quero Educação, para diferentes níveis hierárquicos, desde estágio à coordenação. Cargos nas áreas de desenvolvimento, business intelligence e software têm as maiores ofertas disponíveis.

Os interessados devem acessar o site para mais informações e para realizar a inscrição.

Desenvolvedor

São 35 vagas em fintechs, como Accountfy, Bom pra Crédito e Magnetis, startups de educação e saúde, como a Quero Educação e Saúde Digital. As empresas estão em busca de profissionais de diferentes níveis para trabalhar com Web, back end, full stack, front end, Ruby, BI, Mobile, Python, entre outras especialidades.

Business Intelligence

São sete vagas que têm como requisito habilidades de T.I., comunicação e resolução de problemas, para que o profissional possa transformar números e dados em informação tangível para guiar estratégias de negócios. Empresas como Bom Pra Crédito, Infoprice, Quero Educação estão com estas oportunidades abertas para estágio, analista e coordenador.

Software

São quatro vagas nas startups Cargo X, Pismo e QRPoint para o cargo de engenheiro de software, para cuidar da parte técnica e científica dos sistemas, desde seu desenvolvimento até a entrega e gestão. Já a Dootax está em busca de um analista de implementação.

Outras oportunidades: são mais 12 vagas para Tech Lead, cientistas de dados e designers UX/UI.

Veja também:

Os heróis que mantiveram a educação caminhando em 2020
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade