PUBLICIDADE

Diversidade geracional: um desafio ou uma oportunidade?

É fundamental criar um ambiente de trabalho inclusivo, onde diferentes gerações possam compartilhar suas perspectivas, ideias e experiências

20 set 2023 - 06h00
Compartilhar
Exibir comentários

Uma das músicas mais famosas da banda Legião Urbana é "Pais e Filhos", uma verdadeira poesia sobre conflito de gerações. Em determinado trecho da letra, Renato Russo diz: "Você me diz que seus pais não te entendem, mas você não entende seus pais". E esse é um dos grandes desafios da vida. Quando falamos sobre o ambiente profissional, transformado por novas tecnologias e formado por profissionais das mais diferentes gerações, a afirmação não muda. Uma falta de compreensão mútua pode amplificar os desafios dos jovens que buscam se inserir no mercado de trabalho. 

O início da jornada profissional para os jovens traz consigo uma série de obstáculos decorrentes da disparidade entre o mundo digital, em que cresceram, e as formas de trabalho já consolidadas. A rápida evolução tecnológica impõe aos jovens a necessidade de se manterem constantemente atualizados, enquanto os mais experientes ainda enfrentam desafios para a adoção de novas ferramentas tecnológicas. 

Desafios da diversidade geracional

Dessa forma, a comunicação e a colaboração no ambiente de trabalho podem ser prejudicadas devido às diferenças na forma como as gerações encaram o uso da tecnologia. Enquanto os jovens estão acostumados a se comunicar de forma instantânea e aberta através de plataformas digitais, os mais experientes podem preferir a comunicação presencial ou por meio de canais mais tradicionais. Essa lacuna pode resultar em mal-entendidos, dificuldades de colaboração e falta de alinhamento entre grupos etários distintos, impactando negativamente o ambiente de trabalho como um todo. 

Outro desafio significativo está na tendência entre os jovens de nutrir aspirações e perspectivas diferentes em relação à carreira, priorizando a busca por propósito, flexibilidade e equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional. Em contraste, a geração anterior à revolução digital pode valorizar mais a estabilidade e a hierarquia no ambiente de trabalho.

Foto: iStock

Dicas para os jovens

Para que os jovens superem as barreiras da disparidade geracional e do mundo digital, é essencial que cultivem a empatia e a paciência. Buscar compreender as perspectivas de gerações mais velhas pode ajudar a estabelecer uma base sólida para a comunicação e a colaboração. Além disso, investir em habilidades de comunicação interpessoal, tanto presencialmente quanto por meio de plataformas digitais, permitirá aos jovens transmitirem suas ideias e conhecimentos de maneira eficaz. Manter-se atualizado com as últimas tendências e demonstrar a aplicação prática dessas habilidades pode ajudar a conquistar a confiança dos empregadores mais experientes. Os jovens podem aproveitar a oportunidade de atuar como mentores reversos, compartilhando seu conhecimento digital, criando um ambiente de troca de aprendizado.

Agora, uma dica para os mais experientes

Por outro lado, para os mais experientes, é importante estarem dispostos a adotar uma mentalidade de aprendizado contínuo e abertura às mudanças. Participar de programas de capacitação para compreender as ferramentas digitais e as novas abordagens de trabalho pode permitir que essa geração esteja mais alinhada com as práticas atuais. Além disso, é fundamental criar um ambiente de trabalho inclusivo, onde diferentes gerações possam compartilhar suas perspectivas, ideias e experiências, valorizando e reconhecendo a importância de uma abordagem híbrida que combine o conhecimento tradicional com a inovação. 

Desta forma, todos podem se beneficiar ao compreender as perspectivas e os pontos fortes uns dos outros, criando um ambiente de trabalho mais colaborativo, inovador e harmonioso. 

Alexandre Max CEO da plataforma de educação e empregabilidade Vivae, criada a partir de uma parceria da Vivo e da Ânima Educação. Antes da Vivae, Alexandre foi CEO da Casa do Saber. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade