PUBLICIDADE

'O cara dos museus': professor se reinventa após demissão e usa bom humor para popularizar história da arte

Hildon Vital de Melo soma mais de 1,1 milhão de likes no TikTok e faz visitas guiadas em museus de São Paulo

5 dez 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Hildon em visita guiada falando sobre quadro
Hildon em visita guiada falando sobre quadro
Foto: @Instagram

O professor Hildon Vital de Melo, mestre em Filosofia, trocou as salas de aula pelos corredores dos museus. Na internet, ele faz relativo sucesso com seu modo popular de tratar temas que podem ser densos, como filosofia, história, arte e literatura. Esse conteúdo é compartilhado no perfil do Parla, projeto que ele participa e que tem intuito de democratizar o acesso à informação. Só no TikTok, são mais de 1,1 milhão de likes.

O projeto, apesar de vinculado a Hildon por muitos, nasceu por iniciativa dos irmãos Murilo Euzébio e Fabrício Euzébio. Durante a pandemia, eles lançaram o Parla Podcast, onde visavam desbravar histórias de personalidades de Jundiaí (SP), cidade onde moram. Em um dos episódios, Hildon participou, a química foi boa e no fim acabou integrando a marca.

"Fizemos um episódio [do podcast] e eles gostaram. O Murilo ficou interessado em fazer alguns episódios focados só em Filosofia. Quando vi, foram mais de 100 episódios produzidos e, até hoje, estão no YouTube e Spotify", relata Hildon Vital de Melo ao Terra.

Na época que passou a integrar o Parla, o professor já lecionava Filosofia para diferentes faixas etárias, além disso costumava levar turmas a exposições desde 2015.

Em 2022, o podcast foi pausado. O trio resolveu apostar em algo novo: gravar as visitas guiadas de Hildon a museus. Em meses, o empenho parecia não dar tanto retorno, mas, em março de 2023, com um empurrãozinho do algoritmo, eles furaram a bolha. O polêmico vídeo sobre a análise de uma arte sacra viralizou.  

Hildon em visita guiada cercada por alunos
Hildon em visita guiada cercada por alunos
Foto: @Instagram

"O vídeo escalou muito, tanto para like quanto para hater. Foram mais de 250 mil views em um dia. Para nós era muito, estávamos acostumados a ter 2 mil. Aí começou a ter muita procura pelas visitas guiadas, foi a primeira sensação de realização de um projeto que tivemos. A gente fazia o podcast de filosofia, eu dava uma linguagem mais acessível para o assunto, mas a coisa ainda não respondia do que jeito que a gente queria. A visita guiada tornou a coisa mais palpável. Em julho, por exemplo, foi absurdo o volume de trabalho, eu trabalhei todos os finais de semana, alguns dias da semana também e com todas as turmas lotadas, nunca tinha trabalhado tanto em tão pouco tempo, e olha que sou professor." 

Segundo estimativa do professor Hildon, do início de 2023 para cá, cerca de 1,5 mil pessoas procuraram pela visita guiada que tanto viraliza nas redes sociais. Na rua, ele já foi reconhecido 'um punhado de vezes'. 

"Uma vez estava no trem e um menino se aproximou: 'Você não é o maluco dos museus? Você está estourado, todo mundo na minha sala te assiste'. Outra vez fui a um museu com minha mulher e um homem se aproximou. 'Você é o cara dos museus, né? Vi um vídeo seu ontem'", relata ele, que ainda se acostuma com a ideia de ser reconhecido pelo público.

Hildon é ouvido por turma de alunos em visita guiada
Hildon é ouvido por turma de alunos em visita guiada
Foto: @Instagram

Em meados de 2022, o professor foi desligado da escola em que trabalhava. Desde então, ele trocou de vez as salas de aula pelos corredores dos museus. O Parla, segundo diz, tem sido sua principal fonte de renda desde então. Apesar de a vida de influencer significar uma carreira autônoma, ele não teme, continua dando aulas particulares e está encantado com o mundo de possibilidades que se abriu.

"Quando fui mandado embora, eu fiquei sem perspectiva, não sabia como me encaixar. As redes se tornaram uma possibilidade a calhar. A gente passou a investir nisso e deu certo. Hoje, estamos pensando em cursos formativos para 2024, estamos pensando em trabalhar mais os pilares que abordamos - artes, filosofia, cinema e museus -, retomar o podcast e também em misturar gastronomia com a ideia da visita guiada. Queremos trazer outras sensações, proporcionar às pessoas uma experiência completa aguçando os 5 sentidos. Também já pensamos em visitar museus fora de São Paulo, acrescentar novos professores que falem e agreguem sobre assuntos dentro dos nossos pilares, temos muitos planos para o projeto."

Aos interessados, o Parla realiza visitas guiadas ao MASP, à Pinacoteca, ao Museu Afro e ao Museu do Ipiranga, todos em São Paulo (SP). Agenda e valores podem ser conferidos no perfil do projeto (@o_parla_).

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade