PUBLICIDADE

'Enem dos Concursos': candidato deve estudar políticas públicas e realidade do país, diz coordenador

Concurso oferece 6,6 mil vagas em 21 órgãos públicos federais e terá provas em todo o Brasil no dia 5 de maio

18 fev 2024 - 07h07
(atualizado às 07h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Cerca de 1,5 milhão de pessoas já se inscreveram no Concurso Público Nacional Unificado.
Cerca de 1,5 milhão de pessoas já se inscreveram no Concurso Público Nacional Unificado.
Foto: Divulgação/Governo Federal / Estadão

Os candidatos a uma das 6.640 vagas no serviço público oferecidas por meio do Concurso Público Nacional Unificado 2024 devem estudar os conteúdos da prova de forma integrada com a realidade do país e com as políticas públicas do governo federal.

A dica é do coordenador-geral de Logística do CPNU, do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Alexandre Retamal, que participou na sexta-feira, 16, do programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), respondendo a dúvidas dos ouvintes.

Segundo ele, além de conhecer os conteúdos descritos no edital, é importante que o candidato saiba como esses temas se encaixam na realidade do país.

"A dica é procurar integrar os conteúdos, ver onde eles convergem. E como as políticas públicas que estão sendo trabalhadas pelo governo federal trazem esses conteúdos para uma realidade. Nós estamos querendo selecionar candidatos que possam contribuir verdadeiramente com o nosso país para o desenvolvimento de políticas públicas que representam tanto a diversidade populacional quanto geográfica do nosso país", disse Retamal.

Outra dica do coordenador para os candidatos é focar os estudos nos eixos temáticos com maior peso para o cargo escolhido.

"A prova é distribuída em cinco eixos temáticos, e esses eixos terão pesos diferenciados que cada órgão definiu para os respectivos cargos. Se a pessoa quer passar em um determinado cargo, ela precisa conhecer quais os eixos temáticos que têm pesos maiores e focar seus estudos principalmente nessas disciplinas. É claro que é importante conhecer as outras disciplinas que serão cobradas dentre os conteúdos da prova, mas concentrar os estudos dentro dos eixos temáticos com peso mais alto", explica.

As inscrições para o concurso já encerraram. Os inscritos poderão verificar os dados finais no dia 29 de fevereiro, por meio do site da Cesgranrio, que é banca realizadora do processo seletivo e por onde está sendo realizado o processo de inscrição, com o uso da conta gov.br.

O concurso oferece 6,6 mil vagas em 21 órgãos públicos federais e terá provas sendo aplicadas em todo o Brasil no dia 5 de maio. As remunerações iniciais podem chegar a até R$ 22,9 mil.

O telefone de suporte para esclarecimento de dúvidas sobre os editais, disponibilizado pela banca examinadora, a Fundação Cesgranrio, é 0800 701 2028. O funcionamento é das 9h às 17h. Há também uma página especial que reúne todas as informações sobre o concurso no site do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, que pode ser acessada aqui.

Veja abaixo as principais perguntas e respostas sobre o Concurso Público Nacional Unificado.

Quantas vagas são?

O Concurso Nacional Unificado ofertará 6.640 vagas no serviço público federal, em 21 órgãos diferentes.

Quais vagas foram abertas?

Quais são os órgãos com vagas abertas?

  1. Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI
  2. Ministério do Trabalho e Emprego - MTE
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE
  4. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA
  5. Ministério da Agricultura e Pecuária - MAPA & Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
  6. Fundação Nacional dos Povos Indígenas - FUNAI
  7. Advocacia Geral da União - AGU
  8. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI
  9. Ministério da Saúde - MS
  10. Ministério da Justiça e Segurança Pública - MJSP
  11. Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços - MDIC
  12. Ministério da Educação - MEC
  13. Ministério do Planejamento e Orçamento - MPO
  14. Ministério da Cultura - MinC
  15. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP
  16. Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL
  17. Ministério dos Direitos Humanos - MDH
  18. Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC
  19. Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS
  20. Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ
  21. Ministério dos Povos Indígenas - MPI

Onde as provas serão aplicadas?

Segundo o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a previsão é que haja 5.141 locais de aplicação da prova nos 220 municípios. Isso permite que 94,6% da população esteja em até 100 quilômetros dos locais prova, de acordo com o Ministério. As cidades foram definidas em conjunto com o IPEA e o IBGE. No total, serão cerca de 77.242 salas de aplicação de prova com uma média de 46 candidatos em cada.

Qual é o salário das vagas?

Os salários das vagas variam de acordo com o cargo. Confira abaixo o salário inicial para cada cargo previsto nos editais. Na aba de pesquisa, é possível buscar por uma vaga, órgão ou salário específico.

Qual é o cronograma do concurso?

  • Publicação do Edital: 10/01/2024
  • Inscrições: 19/01 a 9/2/2024
  • Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/2/2024
  • Divulgação dos Cartões de Confirmação: 29/4/2024
  • Aplicação das Provas: 5/5/2024
  • Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação: 3/6/2024
  • Divulgação Final dos Resultados: 30/07/2024
  • Início da Convocação para posse e Cursos de Formação: 5/8/2024

/Com Agência Brasil

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade