PUBLICIDADE

Candidato do Enem que passou em Medicina vira alvo da PF por fraude

Irmão do investigado teria feito o exame em seu lugar, para que ele fosse aprovado em universidade pública

21 mai 2024 - 09h59
(atualizado às 10h10)
Compartilhar
Exibir comentários
Responsável por aplicar o Enem no Pará vazou a prova, conclui Polícia Federal
Responsável por aplicar o Enem no Pará vazou a prova, conclui Polícia Federal
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Um candidato do Enem suspeito de ter se beneficiado de uma fraude foi alvo da Operação Passe Livre III, da Polícia Federal, nesta terça-feira, 21. O investigado foi aprovado no Enem 2022 e entrou na faculdade de Medicina da UEPA (Universidade do Estado do Pará) após o irmão dele fazer a prova em seu lugar. A PF cumpriu um mandado de busca e apreensão contra o suspeito.

Na casa dele, foi apreendido um celular, que ele tentou jogar pela janela do banheiro ao perceber a chegada da polícia. O aparelho foi recolhido e será analisado. As investigações estão em andamento.

O suspeito é alvo da PF desde a Operação Passe Livre I. Ele foi aprovado de forma fraudulenta no Enem 2022, quando passou em Medicina na Uepa. Ele realizou a prova no lugar do irmão, que conseguiu a aprovação no Enem 2022 e entrou no curso de Engenharia da Unifesspa de forma ilegítima. A descoberta aconteceu após a análise de documentos eletrônicos que foram apreendidos na primeira fase da operação em fevereiro.

Na primeira fase da operação, a PF cumpriu 3 mandados de busca e apreensão, mas ninguém foi preso. Na segunda fase, um dos investigados foi preso preventivamente, e colocado em liberdade provisória depois.

Caso o crime seja comprovado, os investigados podem responder por falsidade ideológica, uso de documento falso, estelionato com causa de aumento de pena, entre outros crimes.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade