0

Filtro abrandador é solução ideal para tratamento da água dura

25 abr 2017
11h33
  • separator
  • 0
  • comentários

Incolor, inodora, insípida, aprendemos desde crianças que essas são as qualidades ideais da água para o consumo humano, mas será que somente essas características garantem que a água de nossas casas, indústrias ou comércios estão próprias para utilização? Infelizmente, não é tão simples assim, a água é muito mais complexa que apenas três atributos básicos. A presença de sais ou outros componentes químicos em grandes quantidades pode influenciar na condição da água. Por exemplo, grandes concentrações de cálcio e magnésio, classificam o líquido como água dura.

Foto: DINO

É comum que a água receba classificações químicas, dependendo da quantidade de sais minerais existentes na sua composição. Dentro desta classificação encontramos a água dura ou mole. No entanto, esta categorização não influi nas propriedades físicas da água. Para definição do nível de dureza que a água se encontra existem alguns mecanismos de medição. A mensuração é feita com base na quantidade de partes por milhão de carbonato de cálcio, medida representada como mg/l de cálcio. A água pode ser classificada como: Água branda 0 a 40 mg/L; Água moderada 40 a 100 mg/L; Água dura 100 a 300 mg/L; Água muito dura 300 a 500 mg/L; e Água extremamente dura Acima de 500 mg/L.

Quimicamente é fácil definir quando a água apresenta altos níveis de dureza, mas e na sua casa ou empresa que indícios explicitam a alta concentração de cálcio e magnésio? A água dura não é prejudicial à saúde para ser ingerida, mas apresenta efeitos indesejáveis nos aparelhos que usam água, nas tubulações, nas roupas, na pele e no cabelo. As caldeiras industriais, por exemplo, necessitam de água com baixa dureza, pois o cálcio e magnésio, naturalmente, se agregam nas paredes das tubulações. Em temperaturas excessivas, os sais minerais em excesso se cristalizam formando incrustações, que causam danos irreparáveis, tais como: diminuição da eficiência na geração do vapor e aumento da temperatura de película do metal, além da possibilidade de rompimento de tubos e explosões.

Nas últimas décadas, a tecnologia para tratamento de água está se tornando cada vez mais eficiente em resolver problemas que antes eram praticamente impossíveis de se administrar. A solução para a dureza pode ser conquistada com a utilização de filtro abrandador , este equipamento realiza a troca iônica no tratamento da água, onde resinas carregadas ionicamente substituem os íons dos minerais de dureza (Cálcio e Magnésio) por íons de sódio. O abrandamento de águas é importante para solucionar problemas relacionados tanto ao abastecimento de água como no uso em processos industriais, pois torna a água viável para diversos aplicações.

De acordo com a CEA do Brasil , empresa especializada em tratamento de água, as tecnologias de abrandamento de água são tecnologias, relativamente recentes, porém muito eficientes. "Após detectar-se o estado de dureza em que se encontra a água, é necessário aplicar um tratamento na mesma, onde diversas técnicas podem ser utilizadas, porém a mais comum é o abrandamento. Este filtro abrandador possui válvula automática que realiza os processos de filtragem, retrolavagem, regeneração e enxágue facilitando o processo. Descomplicada também é a manutenção, feita com salmoura (água e sal grosso)", explica.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade