PUBLICIDADE

Consultoria americana cria projeto para ajudar empresas de TI do Brasil a vender nos EUA

18 abr 2017 15h21
ver comentários
Publicidade

Muitas empresas de tecnologia no Brasil miram o mercado externo como uma maneira rápida de expansão dos negócios. Buscando ser um agente facilitador, a Softex desenvolve ações para promover as empresas brasileiras de TI no exterior, por meio da participação em feiras e eventos internacionais. Nestas ocasiões, os empresários brasileiros percebem o interesse dos compradores internacionais em seus produtos ou serviços, mas ao voltar para casa, muitas vezes não conseguem retomar o contato por conta de barreiras culturais ou esbarram até mesmo na dificuldade com o idioma. Outro problema muito comum é não terem o tempo disponível e não ter ninguém na empresa treinado para estes follow ups.

Foto: DINO

Foi pensando nisso que o executivo Percy Lace, diretor acadêmico da Dragonfly Consult, idealizou um programa de intercâmbio e aprendizado "hands on" nos EUA, focado 100% em cultura de negócios em TI para apoiar o empresário a consolidar sua presença no território norte-americano. Lace explica que "os empresários encontram problemas na hora que voltam ao Brasil e precisam fazer o acompanhamento dos eventos, pois não tem ninguém na equipe treinado na comunicação e que possa entender os mecanismos da cultura corporativa norte-americana, ou seja, desconhecem conceitos de como fazer negócios nos EUA".

Com um investimento inicial de US$ 100 mil, a Dragonfly Consult se associou à ELS (English Language School), maior centro de aprendizado de idiomas do mundo. A partir da parceria, foi desenvolvido um curso focado para profissionais de TI que queiram fechar negócios e parcerias nos EUA e conta com o apoio da Softex, parceiro da Apex Brasil na busca da internacionalização da indústria de TI brasileira.

Glaucia Critter Chiliatto, que por 10 anos trabalhou na área de internacionalização e exportação de software à frente dos projetos da Softex, ressalta que "essa iniciativa pioneira da Dragonfly é um passo importante para o Brasil e vem ao encontro de uma necessidade recorrente das companhias que participam das feiras internacionais, mas que depois, não conseguem dar andamento ou consolidar negócios. Tenho certeza que as empresas brasileiras irão adorar a iniciativa".

A Dragonfly Consult vai oferecer o curso de imersão - Inglês para Profissionais de TI - e quer ampliar a possibilidade das empresas brasileiras de tecnologia de fechar negócios internacionais e oferecer oportunidades de crescimento profissional aos participantes do programa. Percy explica que durante o curso, o profissional estará 100% focado em aprender e desenvolver habilidades para fazer negócios nos Estados Unidos. "O aluno permanecerá meio período em ambiente acadêmico, aprendendo modelos práticos de cada fase da negociação e o restante do dia vai para um escritório compartilhado, vivenciar o ambiente corporativo americano, quando poderá exercitar o que foi aprendido em aula, transformando o material acadêmico em algo prático e totalmente aplicável a realidade de cada empresa".

Programação do curso:
A primeira turma está prevista para o mês de maio e o curso tem duração de quatro semanas com aulas no ELS Language Center de Houston, Texas, EUA. Atividades de segunda a sexta-feira, a partir das 8h30 e, no período da tarde, o aluno poderá aplicar o conteúdo aprendido com a vivência do ambiente de negócios americano no escritório compartilhado.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade