1 evento ao vivo

Como deduzir gastos com a cirurgia plástica no Imposto de Renda

É possível deduzir gastos de cirurgia plástica no Imposto de Renda (IR), tanto os próprios quanto os de dependentes

10 mai 2017
15h28
  • separator
  • comentários

Uma informação que não é amplamente divulgada e interessa muito a quem planeja fazer uma cirurgia plástica ou já fez algum procedimento é a de que é possível deduzir gastos de cirurgia plástica no Imposto de Renda (IR), tanto os próprios quanto os de dependentes. As cirurgias plásticas podem ser reparadoras ou não, porém precisam ser feitas como forma de prevenção ou recuperação da saúde do paciente, seja ela física ou psíquica. É importante lembrar que todos esses gastos precisam ser comprovados. Para isso, podem ser utilizados recibos, notas fiscais, cheques nominais e avisos enviados pelo plano de saúde.

Foto: DINO

Apesar da maioria dos procedimentos poderem ser abatidos do IR, também existem exceções. O que foi gasto com a prótese de silicone, por exemplo, só pode ser deduzido se o valor fizer parte da conta expedida pela clínica ou hospital. Com os remédios é a mesma coisa. Somente os medicamentos que estiverem incluídos na conta do hospital é que podem ser abatidos, ou seja, não há como abater do imposto remédios comprados em farmácias

Também é importante lembrar que não existe limite de dedução para as despesas médicas. Caso você tenha gasto com saúde no exterior, o valor também pode entrar no Imposto de Renda. A única exceção são os planos de saúde internacionais, que não são considerados dedutíveis.

Além da cirurgia plástica no Imposto de Renda, é possível deduzir outros itens

- Consultas médicas em geral, não somente as feitas em hospitais, mas também com dentistas, psicólogos, e fisioterapeutas, por exemplo;
- exames de laboratório e de radiologia;
- despesas em hospitais (inclusive a internação em UTI também pode ser deduzida);
- equipamentos ortopédicos e dentários que tenham como objetivo reparar desvios de coluna ou falhas nos membros ou articulações;
- materiais que são utilizados em cirurgias e que são colocados na conta dos hospitais e de clínicas médicas também entram na conta do que pode ser abatido, além da cirurgia plástica no Imposto de Renda.

Valores que não podem ser deduzidos no Imposto de Renda

- Remédios que não estão na fatura emitida pelo hospital;
- se não houve internação em hospital, os valores gastos com enfermeiros e massagistas não são abatidos no Imposto de Renda;
- vacinas;
- mesmo com a finalidade de tratamento, gastos com passagem e hospedagem, tanto no Brasil quanto no exterior, não são abatidos.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade