0

Automação residencial traz até 30% de economia na conta de energia

13 jun 2018
17h39
atualizado em 19/6/2018 às 13h55
  • separator
  • comentários

O alto consumo de energia elétrica tem se tornado um problema para a sociedade e para o meio ambiente. A sustentabilidade não é só uma tendência, mas uma necessidade, e a tecnologia é grande aliada nessa batalha. Um dos meios mais eficazes para a redução no consumo de energia é a automação do imóvel. Transformando a residência ou o ponto comercial em um empreendimento inteligente, o controle da iluminação e de todos os aparelhos elétricos do local podem ser controlados a distância ou automaticamente por meio de sensores programados para haver um consumo menor.

Foto: DINO

Sistemas de automação já são realidade em todo mundo. As chamadas smart homes já possuem grande fatia do mercado europeu e norte-americano, e tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil. "A automação de um imóvel já é totalmente acessível. Há cinco anos, considerava se o valor de 10% do valor inicial da obra para integrar um sistema de automação ao imóvel. Hoje esse valor caiu para 5% e, em cinco anos, chegará a 2% ou 3%" comenta Stefano Velludo, CEO e fundador da Exclusif, empresa de tecnologia que atua no mercado imobiliário, oferecendo soluções de automação variadas para residências, escritórios, empresas, instituições e indústrias. O empresário explica que as vantagens de um imóvel automatizado são comprovadas. "Já é um consenso registrado entre as empresas de automação que um sistema eficiente consegue diminuir, pelo menos, 10% do consumo de energia de um imóvel, chegando até a 35% já registrado" afirma.            

Stefano lista várias situações nas quais é possível obter essa economia. "Por meio de sensores, as luzes de um cômodo podem acender somente quando alguém entrar no mesmo, ou não haver iluminação natural naquele momento", exemplifica o CEO da empresa de tecnologia. A utilização de luzes nem sempre é necessária com 100% de sua potência e Stefano explica que "praticamente toda lâmpada pode funcionar por meio de um dimer, que controle a intensidade da mesma", o que contribui significativamente para a redução do consumo energético.

Além da iluminação de um imóvel, outros aparelhos, móveis e objetos podem ser automatizados contribuindo para a economia energética. É possível automatizar uma cortina ou persiana para que abram em determinados horários auxiliando o melhor aproveitamento da iluminação natural, por exemplo, o que exigiria um gasto mínimo de energia e economizaria na utilização de luzes incandescentes no cômodo. Interligando mais aparelhos eletrônicos, como sistemas de áudio e vídeo, ar condicionado, irrigação de jardim, aspiração, bombas de água, alarme de incêndio e até mesmo o aquecimento de uma banheira, o proprietário consegue ligar ou desligar de qualquer local, por meio de um smartphone, e até mesmo programar para evitar desperdício na utilização dos aparelhos.

"O cálculo e a economia são válidos tanto para o residencial quanto para o comercial. Uma rede de hotéis ou indústrias de grande porte podem conseguir uma economia exponencial, conforme o tamanho dos empreendimentos, se totalmente automatizados", conclui Stefano.



Website: http://www.exclusif.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade