0

Após sete anos acompanhando o cotidiano de três crianças, fotógrafa lança livro

Em seu primeiro livro, fotógrafa reúne 43 imagens e transforma o cotidiano em uma elegia sobre memória e afetividade

12 out 2017
04h55
  • separator
  • comentários

A FOTÓGRAFA

Foto: DINO

O quanto a realidade está sujeita às transformações do olhar? Documentar seria apenas testemunho ou também porta para o subjetivo, para a interpretação? Essas são algumas das proposições e questionamentos que o livro Awakening, da fotógrafa Leslie Markus, apresenta ao longo de 104 páginas, com 43 registros em preto e branco tirados de um acervo acumulados ao longo de sete anos de "flagras" dos filhos - no banho, dormindo, brincando ou fazendo nada, simplesmente existindo.

O material, no entanto, extrapola a "afetividade materna". Awakening (Olhavê, 2017 - R$ 90) não emociona porque mostra crianças, ele nos toca porque fala de momentos que o coração imprime, nos dizendo que tudo um dia se transformará em lembranças. "O que mais me chamou a atenção no trabalho da Leslie é que eu identifiquei ali uma tremenda fotógrafa", diz o fotógrafo e editor Alexandre Belém, sócio da Olhavê e responsável pela escolha das imagens, ao lado da mulher e sócia Georgia Quintas. "Ser uma mãe fotografando os filhos não foi o que me pegou. Isso é corriqueiro", diz.

A relação com a fotografia não é recente. Leslie foi umas fundadoras da Compota Edições Limitadas (que comercializa fotografias autorais) e acumulou uma experiência de mais de 15 anos agenciando e produzindo trabalhos para fotógrafos de peso - entre eles, Daniel Klajmic, Felipe Hellmeister, Christian Gaul, Feco Hamburger, Rui Mendes, Andre Passos, Luis Crispino e Richard Kohout. Além de sempre fotografar enquanto ninguém notava. Mostrar o lado autoral, no entanto, é novidade. Outro despertar dentro desse projeto - que não deve parar no livro e promete sequências em seu lesliemarkus.com


O LIVRO

As páginas com fotos se intercalam a outras totalmente em branco, para depois ressurgirem "protegidas" por folhas de papel de seda no momento seguinte. Uma brincadeira de esconde-esconde. Um jogo de sombra e sol - outro elemento importante em Awakening. "Já na capa, optamos por um amarelo que é uma referência à presença do sol nas imagens", explica Belém. "O detalhe da luz do sol na pele das crianças, as texturas".

Se há histórias em Awakening, a edição de Alexandre Belém deu conta de libertá-las das amarras da linearidade. O editor explica que sempre busca criar livros que nos façam recorrer a ele várias vezes, rever as imagens e encontrar novas leituras. "Tanto que não tivemos preocupação em equilibrar tantas fotos para cada um dos filhos. O que tem ali são crianças - uma criança que aparece, reaparece, depois você vê que na verdade é outra".

O resultado é que Awakening consegue ser um livro de fotografias também para ser lido.


A EDITORA

Criada em 2007, inicialmente como um blog sobre fotografia, a Olhavê tem à frente o fotógrafo, jornalista, editor e curador de conteúdo Alexandre Belém, ao lado da antropóloga Georgia Quintas, curadora e teórica da fotografia.

A experiência da dupla em áreas aparentemente distintas, mas que encontraram uma composição perfeita - traduzida no vigoroso catálogo da editora -, faz da Olhavê um dos projetos mais relevantes na fotografia contemporânea brasileira.

O apurado trabalho de assessoria em projetos autorais se soma à edição de publicações como Ninguém é de ninguém (2015), de Rogério Reis, e Sobretempo (2017), de Mariana Tassinari.


AWAKENING - Leslie Markus

Editora: Olhavê
Ano: 2017
Tamanho: 22 x 24 cm
104 páginas
Edição: Alexandre Belém e Georgia Quintas
Projeto gráfico: Fernando Sciarra
Coordenação editorial: Alexandre Belém
Valor: R$ 90

Coquetel de lançamento

Dia: 5 de outubro
Horário: 19h30
Onde: DOC Galeria
Endereço: Rua Aspicuelta, 145 - Pinheiros

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade