PUBLICIDADE

Agência de marketing em Marília/SP cria manual de sobrevivência digital na pandemia

Matheus Black, da KING Marketing, a transformação digital foi acelerada pelas consequências do novo coronavírus, mas não é o fim do mundo

23 abr 2020 10h40
| atualizado às 13h07
ver comentários
Publicidade

O fechamento físico do comércio e de serviços fez acelerar o movimento inevitável de predomínio dos ambientes virtuais na publicidade. Diante deste contexto, a Agência King Marketing, no interior de São Paulo, criou um "Manual de Sobrevivência - Marketing Digital".

Foto: Matheus Black, fundador King Marketing / DINO

Nos próximos três anos, segundo estudo publicado no Jornal Valor, mais de 50% dos orçamentos em publicidade serão alocados na web. O levantamento foi feito pelo Adaction, veículo especializado em ações de mídia digital.

A pesquisa indica que somente em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, no Brasil essas plataformas devem movimentar aproximadamente US$ 18 bilhões. Em reais, são mais de R$ 91 bilhões.
Migrar as operações para o mundo digital, o que já era crucial para a sobrevivência dos negócios no curto ou médio prazo, se tornou urgente.

Quem explica é um dos fundadores da Agência King, Matheus Black, que fica baseado na cidade de Marília (distante 444,5 quilômetros de São Paulo).

Algumas orientações fundamentais sobre a postura a ser adotada para atingir o sucesso nesse processo em meio à pandemia podem ser conferidas no manual encabeçado pelo empresário.
O material está disponível para ser baixado gratuitamente e na íntegra no site da empresa, https://pages.kingmarketing.com.br/manual-sobrevivencia-kingmkt.

Como agir?

Utilização eficiente dos canais de comunicação, contratação de agência profissional e demonstração de otimismo para a clientela são algumas das orientações.
Outra dica é o compartilhamento de conteúdos positivos, envolvendo altruísmo e casos de solidariedade.

"Mostre a beleza que ainda existe no mundo, mude o foco", diz o manual.
O documento também lembra que "rir é o melhor remédio", mas claro, com cuidado para não faltar com respeito. O bom humor pode ser uma alternativa para distrair o cliente. "Analise o que está em alta e veja se convém para sua marca".

Uma sugestão importante é evitar polêmicas desnecessárias. Na prática, isso significa: "Não compartilhe fake news e nem posicionamentos políticos".

Também podem ser bons remédios para as empresas contarem sobre suas histórias e momentos marcantes - para favorecer a empatia. Além da criação de jogos e outras formas de interação.

"O Story do Instagram é uma ótima ferramenta para isso. Se possível, com brindes e descontos", indica o texto.
Os responsáveis pelas marcas, principalmente no caso das empresas menores, podem e devem contar com seus amigos para o compartilhamento de conteúdo. "Atraia mais pessoas e aumente seu público com ajuda".

Transformação

"O isolamento social acelerou a transformação digital. Os próprios provedores de internet vêm mostrando um aumento de até 30% no tráfego de dados, ou seja, no uso da web. Esse crescimento também vem sendo sinalizado pelas empresas de redes sociais, como Facebook e Instagram", detalha Black.

O empresário ressalta o aumento da importância de um ator social específico, que representa bem as novas formas de produzir conteúdo, além do 'boom' nas vendas pela internet.

"Os influenciadores digitais neste momento estão tendo a capacidade de ajudar ainda mais as marcas. E o e-commerce, que já era a grande tendência, cresceu 51% desde o começo das medidas de isolamento entre nossos clientes", comenta Matheus Black - www.matheusblack.com.br

No mesmo sentido, o isolamento social e a transformação digital acelerada obrigaram as pequenas e médias empresas a buscarem soluções como a implementação de serviços delivery - ou seja, de entrega.

"Isso tudo se tornou fundamental para a sobrevivência. Quem resistia, agora está tendo que vender por meio de plataformas e aplicativos, como o WhatsApp, e ter seus perfis e páginas nas redes sociais se tornou imperativo", observa o sócio da Agência King Marketing.

Mesmo com o turbilhão que vive a sociedade, a agência de Matheus vem fechando novos contratos. Só na última semana três novos grandes clientes passaram a fazer parte da carteira de contas.

Agência King Marketing

A Agência King começou com foco nas mídias sociais, que segue como carro-chefe junto com a criação de sites e blogs, mas hoje também trabalha com publicidade offline e serviços como desenvolvimento de logotipo e planejamento de marketing.

Você pode conhecer mais sobre o trabalho da agência ou até fazer um orçamento no site www.kingmarketing.com.br.

Fundada em 2013, a empresa hoje conta com aproximadamente 70 clientes e 13 funcionários, divididos entre as equipes de social media, atendimento, criação, designer, gestão e financeiro.



Website: http://www.kingmarketing.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade