PUBLICIDADE

Afinal uso de anticoncepcional engorda ou não?

Pesquisas apontam que contraceptivos hormonais dificultam o ganho de massa magra e o emagrecimento.

23 abr 2018 20h10
ver comentários
Publicidade

As mulheres escolhem tomar pílulas anticoncepcionais por uma variedade de razões, incluindo principalmente prevenir a gravidez, controlar a acne e regular o ciclo menstrual. Mas, certamente você já ouviu alguma mulher dizer que o anticoncepcional engorda... mas será que isso é verdade?

Foto: DINO

No início da década de 60 quando o uso de métodos contraceptivos orais se disseminou pelo mundo eram mais comuns às queixas de sobre ganho de peso, isso porque a dosagem dos comprimidos era muito maior, os efeitos colaterais também incluíam retenção de líquidos, náuseas e outros sintomas, em maior escala do que vemos hoje em dia.

Atualmente a maioria dos anticoncepcionais possuem baixa dosagem de hormônios e até mesmo microdoses, mas ainda assim muitas mulheres ainda queixam de ganho de peso com o início do uso do anticoncepcional, assim como antigamente provavelmente se deve à retenção de líquidos, ela realmente pode ocorrer nos primeiros três meses de uso da pílula anticoncepcional.

Após os três meses então o corpo tenta regularizar esses hormônios que tem recebido e o peso continua normal... é claro que devemos lembrar que cada organismo é único e muitas vezes os ginecologistas sugerem que a paciente troque a pílula ou opte por outro método.

Um outro fato é sobre as mulheres que tentam ganhar massa muscular. Vamos analisar pelo exemplo dos homens. Os homens produzem muito mais testosterona que as mulheres, sim!

As mulheres também produzem um pouco de testosterona. O que ocorre é que a maioria dos contraceptivos orais são feitos de progesterona sintética, esse hormônio por sua vez inibe a produção natural de testosterona da mulher, o resultado disso é que muitas mulheres, literalmente "se matam de malhar" e não conseguem construir músculos, e o pior acabam engordando ou retendo liquido, dando a impressão que seus esforços são em vão.

Em 2009, pesquisadores da Universidade Texas A & M apresentaram os resultados de um estudo para determinar se os contraceptivos orais têm um impacto negativo na capacidade de uma mulher desenvolver músculo. No estudo, 73 mulheres entre 18 e 34 anos completaram 10 semanas de treinamento de resistência.

Aproximadamente metade das mulheres que participaram estavam tomando pílulas anticoncepcionais no momento do estudo. Os pesquisadores concluíram que o grupo que estava tomando a pílula desenvolveu 40% menos massa muscular do que o grupo que não estava tomando a pílula. O fisiologista físico Chang Woock Lee, um dos pesquisadores envolvidos no estudo, atribui a diferença na capacidade de construir músculos para o uso de anticoncepcionais orais.

De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), os efeitos dos níveis de estrogênio continuamente elevados devido aos anticoncepcionais, além do ganho de peso, podem incluir:

Aumento do risco de câncer de mama, aumento do risco de ter trombose venosa, ataques cardíacos ou AVC, enxaquecas, aumento da pressão arterial, problemas de vesícula biliar ou hepática, mudanças de humor, depressão ou ansiedade entre outros problemas de saúde.

No entanto muitas mulheres não conhecem os riscos e outras conhecem, mas optam por ter um controle de natalidade de fácil acesso. Recomendamos que você consulte um médico e verifique as opções existentes no mercado, como por exemplo, o DIU de cobre.

Existe outra informação que poucas pessoas sabem também, as pílulas anticoncepcionais também causam deficiências nutricionais no organismo, isso porque para o corpo metabolizar a pílula, o fígado requer quantidades extras de vitaminas do complexo B, vitamina C, magnésio e zinco.

Isso significa que a mulher toma a pílula durante anos, corre mais risco de sofrer com a deficiência de nutrientes. Deficiências nutricionais, como deficiência de ferro ou deficiência de magnésio, são alguns dos principais contribuintes para a maioria das doenças.

Se você toma anticoncepcional, é importante manter uma alimentação rica em nutrientes para prevenir os efeitos colaterais como fadiga, indigestão, dores musculares, ganho de peso e problemas de sono.

O Programa de Emagrecimento e Saúde Mania Detox da Nutricionista Angela Faustin, foi criado especialmente para mulheres e conta com cardápios completos, que melhoram sua saúde e promovem o emagrecimento e nutrição correta mesmo com o uso continuo de anticoncepcionais. Para ter mais informações sobre o programa basta digitar Mania Detox da Nutricionista Angela Faustin no Google.

Informações de Contato:
Nome: Dra. Angela Maria Faustin de Jesus
E-mail: angelafaustin@doutornatural.com.br
Telefone e WhatsApp: (043) 99116-1294



Website: https://maniadetox.com.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade