1 evento ao vivo

Teste de vacina russa é interrompido por escassez de doses

De acordo com informações provisórias, as vacinações serão reiniciadas por volta de 10 de novembro

29 out 2020
12h30
atualizado às 12h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Rússia parou temporariamente de vacinar novos voluntários em seu teste com a vacina para covid-19 devido à alta demanda e à escassez de doses, disse um representante da empresa responsável pelo estudo nesta quinta-feira, em um revés para o ambicioso plano de Moscou de lançar a imunização.

Ampolas com a vacina russa Sputnik-V contra Covid-19
12/10/2020
REUTERS/Tatyana Makeyeva
Ampolas com a vacina russa Sputnik-V contra Covid-19 12/10/2020 REUTERS/Tatyana Makeyeva
Foto: Reuters

Em oito das 25 clínicas em Moscou que hospedaram o estudo e inocularam voluntários, a equipe disse à Reuters que a vacinação de novos participantes estava suspensa, com várias delas dizendo que esgotaram as doses alocadas em suas clínicas e referindo um grande fluxo de voluntários.

"Isso está relacionado ao fato de que há uma demanda colossal pela vacina e não estão produzindo o suficiente para acompanhar", disse o representante da Crocus Medical, a organização de pesquisa contratada que ajuda a conduzir o teste em Moscou junto com o Ministério da Saúde russo.

De acordo com informações provisórias, as vacinações serão reiniciadas por volta de 10 de novembro.

A escassez de doses é o mais recente desafio para o ambicioso e heterodoxo plano de vacina de Moscou, que viu o governo dar sinal verde para a vacinação --e lançar a inoculação em massa para o público em geral-- antes que os testes completos de segurança e eficácia fossem concluídos.

O Departamento de Saúde da Cidade de Moscou, que supervisiona as clínicas onde o teste está ocorrendo, não respondeu a um pedido de comentário.

O Instituto Gamaleya de Moscou, que desenvolveu a vacina, conhecida no Sputnik-V, e também a está fabricando, encaminhou perguntas ao ministério da saúde.

Alexei Kuznetsov, assessor do ministro da saúde da Rússia, disse que os testes em humanos da vacina continuam. "A meta de 40.000 voluntários vacinados será atingida", disse ele.

Veja também:

Como as novas variantes do coronavírus podem afetar a vacinação contra covid
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade