PUBLICIDADE

Reino Unido retira Brasil da "lista vermelha" para a covid

Além do Brasil, outros 46 países foram retirados da "lista vermelha", que agora tem apenas sete nações

7 out 2021 15h29
| atualizado às 15h57
ver comentários
Publicidade

O governo do Reino Unido retirou o Brasil da chamada "lista vermelha" da covid-19 nesta quinta-feira (7) e permitirá a entrada de viajantes do país vacinados sem a necessidade de cumprir quarentena a partir de 11 de outubro.

A medida vale para quem completou o ciclo vacinal tomando as duas doses dos imunizantes da Pfizer/BioNTech, Moderna ou AstraZeneca, ou a injeção única da Janssen. Todas as fórmulas têm aprovação das agências sanitárias do Reino Unido e da União Europeia.

Para entrar no Reino Unido, será preciso apresentar um teste negativo RT-PCR para o coronavírus Sars-CoV-2 realizado antes da viagem e o comprovante de vacinação, preencher um formulário médico e realizar um novo exame dois dias após chegar ao destino. Apenas crianças com menos de cinco anos estão isentas dos testes.

Reino Unido retira Brasil da "lista vermelha" para a covid
Reino Unido retira Brasil da "lista vermelha" para a covid
Foto: ANSA / Ansa

Com isso, quem recebeu as duas doses da vacina da Sinovac Biotech, a CoronaVac, não está incluído nessa liberação e deve continuar a seguir o protocolo de 10 dias de quarentena em locais determinados pelo governo de Boris Johnson. O custo dessas hospedagens gira em torno de R$ 12 mil.    

Além do Brasil, outros 46 países foram retirados da "lista vermelha", que agora tem apenas sete nações: Colômbia, Equador, Haiti, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela - todos países da América Latina.

A decisão dos britânicos chega um dia depois do governo brasileiro retirar a restrição para passageiros vindos ou com passagem pelo Reino Unido. No entanto, os visitantes não vão precisar apresentar comprovante de vacinação, apenas um teste negativo para a covid-19. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade