PUBLICIDADE

"Questão de tempo", diz especialista sobre ômicron no Brasil

Infectologista Renato Kfouri também entende que o Brasil poderia exigir passaporte de vacinação de quem chega ao país; vídeo

29 nov 2021 17h22
| atualizado às 17h44
ver comentários
Publicidade

Apesar de ainda não ter sido registrada oficialmente em território nacional, parece ser uma questão de tempo até que a nova variante da covid-19, batizada de ômicron, chegue ao Brasil e na maior parte dos países do mundo. É o que afirma o infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri.

Variante Ômicron tem preocupado autoridades sanitárias mundiais
Variante Ômicron tem preocupado autoridades sanitárias mundiais
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O infectologista também avalia que, em vez de fechar fronteiras com algumas nações, como foi decidido na última semana, o Brasil poderia exigir o passaporte de vacinação para quem chega ao país.

A médica Ethel Maciel, epidemiologista e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), acredita que é plausível que a nova variante já possa estar em circulação devido ao baixo número de sequenciamentos genéticos em casos de covid realizados no país.

"A gente precisa que um número maior de amostras sejam enviadas para sequenciamento, temos capacidade para isso, mas falta investimento e o Brasil fez pouquíssimo até agora durante toda a pandemia", afirmou. "É possível, sim que a variante ômicron esteja circulando por aqui e ainda não tenha sido identificada", acrescentou a especialista.

Segundo estudos recentes, o Brasil sequencia casos de covid cerca de 100 vezes menos do que é recomendado por órgãos de saúde da União Europeia e dos Estados Unidos. Esse sequenciamento é imprescindível para identificar novas cepas e mutações do vírus e a prevalência entre os casos registrados. Assista:

"Questão de tempo", diz especialista sobre ômicron no Brasil:

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade