PUBLICIDADE

Pesquisa aponta primeiro caso de reinfecção nos EUA

Cientistas enfatizaram que a reinfecção no novo coronavírus é provavelmente rara

28 ago 2020 14h41
| atualizado às 14h46
ver comentários
Publicidade

Pesquisadores identificaram pela primeira vez uma pessoa nos Estados Unidos que foi reinfectada com o novo coronavírus, de acordo com um estudo publicado nesta sexta-feira, que ainda não foi revisado por especialistas externos.

Imagem de computador representando o novo coronavírus
18/02/2020
NEXU Science Communication/via REUTERS
Imagem de computador representando o novo coronavírus 18/02/2020 NEXU Science Communication/via REUTERS
Foto: Reuters

O trabalho, publicado online, descreve um homem de 25 anos que mora em Reno, no Estado da Nevada, que testou positivo para o vírus em abril após apresentar sintomas leves. Ele adoeceu novamente no final de maio e desenvolveu covid-19 mais grave.

Casos de suposta reinfecção surgiram em outras partes do mundo, mas há dúvidas sobre a precisão dos testes.

No início desta semana, pesquisadores da Universidade de Hong Kong relataram detalhes de um homem de 33 anos que se recuperou em abril de um caso grave de Covid-19 e foi diagnosticado quatro meses depois com uma cepa diferente do vírus.

Pesquisadores da Universidade de Nevada, da Escola de Medicina de Reno e do Laboratório de Saúde Pública do Estado da Nevada disseram que foram capazes de mostrar por meio de testes sofisticados que o vírus associado a cada infecção do homem de Reno representava cepas geneticamente diferentes.

Eles enfatizaram que a reinfecção com o vírus é provavelmente rara, mas disseram que as descobertas implicam que a exposição inicial ao vírus pode não resultar em imunidade total para todos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade