Câmara aprova MP para Brasil participar do consórcio Covax

A medida provisória que abre crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões para a participação do país no consórcio internacional de vacinas

2 mar 2021
21h48 atualizado às 22h05
0comentários
21h48 atualizado às 22h05
Publicidade

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira medida provisória que abre crédito extraordinário de 2,5 bilhões de reais para a participação do país no consórcio internacional de vacinas Covax Facility, conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades, para a compra de imunizantes contra Covid-19.

A MP 1004 perderá a vigência se não for votada até a meia-noite de quarta-feira pelo Senado, segundo a Agência Câmara de Notícias.

03/02/2021
REUTERS/Adriano Machado
03/02/2021 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

A participação do Brasil ao consórcio Covax foi viabilizada pela Lei 14.121, derivada da MP 1003, sancionada com vetos pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a Agência Câmara de Notícias, a estimativa é de que o Brasil receba 10,6 milhões de doses de vacinas por meio do consórcio até o fim do primeiro semestre.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade