Bahia vai ao STF para importar e distribuir diretamente vacinas contra Covid-19

2 mar 2021
0comentários
Publicidade

O Estado da Bahia entrou com ação no Supremo Tribunal (STF) para pedir que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize a unidade da Federação a importar diretamente e distribuir qualquer vacina já aprovada para uso emergencial ou registrada no Brasil.

10/04/2020
REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
10/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
Foto: Reuters

Na ação, segundo nota do STF, o Estado argumenta que a União não tem executado com eficiência o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, com interrupção e distribuição inconsistente dos imunizantes e atrasos na entrega das doses, o que tem sobrecarregado o sistema de saúde.

Conforme o Estado, houve um agravamento progressivo e dramático da disseminação do coronavírus e da contaminação da população, que não está sendo imunizada "com a mínima e razoável eficiência", pois o quadro é de escassez de vacinas, planejamento ineficiente e calendário defasado e intermitente.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade