6 eventos ao vivo

Possibilidade de neve no Sul do Brasil

Serras gaúcha e catarinense poderão registrar neve e outras precipitações de inverno. Saiba o que é preciso acontecer na atmosfera para nevar.

30 jun 2020
01h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os primeiros dias de julho de 2020 reservam uma situação especial:  a neve pode a cair nas áreas serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina pela primeira vez neste ano.

A possibilidade de nevar está sendo considerada para a madrugada e manhã do dia 2 de julho de 2020.  Mas não há expectativa de uma grande nevada e nem de que o fenômeno aconteça em grande escala.   Se alguma precipitação de inverno ocorrer será em pequenas áreas, nos pontos mais elevados da serra gaúcha e catarinense.

Cidades catarinenses como Bom Jardim da Serra, Urubici,  Urupema, e gaúchas  São José dos Ausentes e Bom Jesus são candidatas a terem alguma precipitação de inverno pela primeira vez em 2020.

Mais ou menos nesta época, no ano passado, entre 5 e 6 de julho de 2019, o Sul do Brasil teve uma grande queda da neve.

Foto: Climatempo

Foto de São Joaquim Online, São Joaquim (SC)

Como Quais as condições para levar

Chuva congelada,  neve,  e outras precipitações de inverno são fenômenos que exigem uma atmosfera muito fria e úmida para acontecer.  É preciso lembrar que precisamos da formação de nuvens e que dentro delas é que vão se desenvolver as precipitações de inverno .

No Sul do Brasil,  as precipitações de inverno ocorrem em geral quando temos um ciclone extratropical na Costa do Sul do Brasil e a entrada de ar frio de origem polar da Argentina 

Durante esta terça-feira 30 de junho  ocorre uma  frontogênese  ( formação de uma frente fria)  e ao mesmo tempo uma ciclogênese ( formação de um ciclone),  nesse caso,  um ciclone extratropical.

Uma forte queda da pressão atmosférica ocorre entre o Brasil, o Paraguai, Argentina e o Uruguai. Até a noite desta terça-feira, 30, a frente fria associada com o ciclone extratropical já terá se formado.  O ciclone se posiciona sobre o mar, na costa do Rio Grande do Sul,  enquanto o ar frio de origem polar  vai avançando para o norte da Argentina.

A função do ciclone extratropical é injetar umidade para  para sustentar a formação das nuvens.  Enquanto isso,  o ar frio de origem polar entrando sobre o Sul do Brasil vai esfriando a atmosfera.

A presença do ciclone extratropical será notada também durante a quarta-feira  Na quinta-feira,  2 de julho,  o ciclone se afasta para alto mar,  mas a circulação de ventos ainda vai favorecer a entrada de umidade sobre a serra gaúcha e catarinense.  

O centro do ar frio de origem polar estará entre o norte e o leste da Argentina durante a quarta-feira,  1 de julho,  jogando ar frio sobre o Sul do Brasil. Durante a quinta-feira 2 de julho, o centro do a frio estará próximo ao Rio Grande do Sul e a Uruguai longo do dia vai avançando sobre o Rio Grande do Sul. 

Assim durante o dia 2 de julho,  a expectativa é de que a atmosfera na região da serra gaúcha e catarinense já esteja bastante úmida e suficientemente fria para que haja formação de precipitações de inverno.

Conheça algumas precipitações de inverno

Foto: Climatempo

Alguns tipos de precipitação de inverno (Fonte NOAA/NWS)

Veja também:

Previsão Brasil - Tempo muito instável no Sudeste do país
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade