0

Dias de pouca chuva para região de Cataguases (MG) e Norte do RJ

Apesar da volta do sol, ainda há preocupação com eventos de chuva forte após o dia 20 de fevereiro.

14 fev 2020
19h28
  • separator
  • 0
  • comentários

Vários municípios da região de Muriaé e de Cataguases, em Minas Gerais, e do Noroeste/Norte do estado do Rio de Janeiro estão terminando a semana completamente alagados por causa da nova cheia de alguns rios das bacias dos rios Pomba e Muriaé. 

Os mapas mostram a situação das bacias dos rio Muriaé e Pomba, conforme avaliação do Serviço Geológico do Brasil. Os pontos vermelhos indicam locais onde o rio estava transbordando. Os mapas são da situação às 8 horas de 14/2/2020.

Foto: Climatempo

Situação da bacia do rio Muriaé às 8h de 14/2/2020

Foto: Climatempo

Situação da bacia do rio Pomba às 8h de 14/2/2020

No boletim do Serviço Geológico do Brasil das 15 horas de 14/2/2020, o rio Pomba, em Santo Antônio de Pádua estava 4 cm acima do nível normal, com previsão de subir um pouco mais até 1 hora da madrugada do sábado, 15 de fevereiro.

Em Cataguases (MG), o Pomba estava 2,3 metros acima da cota de inundação.

Em Patrocínio de Muriaé (MG), o rio Muriaé estava 3,38 metros acima da cota de inundação.

Sol e pouca chuva nos próximos dias

A chuva parou e o sol voltou forte nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, e dará uma relativa trégua a estas regiões por alguns dias.

No fim de semana, 15 e 16 de fevereiro, e também na segunda-feira, 17, o sol aparece forte em toda a região de Cataguases, de Muriaé e no Noroeste do Rio de Janeiro. Não se pode descartar completamente a ocorrência de algumas pancadas de chuva à tarde ou à noite, mas que não devem ser volumosas como nos últimos dias. A chuva até o começo da próxima semana deve ocorrer em pequenas áreas. Não há expectativa de chuva generalizada.

Com a diminuição da chuva, a tendência é de que o nível dos rios entre Minas Gerais, o Noroeste do Rio de Janeiro e o Espírito Santo volte e baixar nos próximos dias. 

 

Foto: Climatempo

Foto de Kátia Soares Ferreira, Santo Antônio de Pádua (RJ) - efeito da cheia do rio Pomba

 

O vídeo é de Samir José David e mostra o alagamento em Santo Antonio de Pádua. Moradores comentaram que desta vez o nível do rio subiu mais do que em janeiro.

Mais chuva forte em fevereiro?

A população da Região Sudeste deve ficar atenta às previsões meteorológicas nos próximos 15 dias. Ainda há grande preocupação com novos eventos de chuva forte, volumosa e generalizada que poderão ocorrer após o dia 20 de fevereiro. 

Cheia dos rios Pomba, Muriaé e Itabapoana

O rio Pomba, em Cataguases (MG) e os rios Pomba, Muriaé e Itabapoana, no Noroeste  do estado do Rio de Janeiro Fluminense voltaram a transbordar por causa da chuva muito volumosa que caiu esta semana na região entre a Zona da Mata Mineira, o centro-norte do Rio de Janeiro e a parte sul do Vale do Rio Doce, região mineira que se estende pela divisa com o Espírito Santo.

Segundo o INEA - Instituto Estadual do Ambiente do governo do Rio de Janeiro,  às 16h30 da sexta-feira, 14 de fevereiro, o rio Pomba ainda transbordava em Santo Antônio de Pádua, o rio Itabapoana transbordava em Bom Jesus do Itabapoana e o rio Muriaé estava fora do leito em Laje do Muriaé. 

A região de Italva já estava em alerta máximo por causa da cheia do rio Muriaé.

Na quinta-feira, 13, com o crescente aumento do nível do rio Pomba, a Defesa Civil de Cataguases, em Minas Gerais, orientou moradores das áreas de encostas e das partes baixas a desocupar suas casas e procurar abrigo nos alojamentos disponibilizados pela prefeitura

As imagens a seguir são da cidade de Santo Antônio de Pádua, no noroeste do estado do Rio de Janeiro, que foi novamente alagada nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, com a nova cheia do rio Pomba, consequência da chuvarada desta semana em Minas Gerais.

Foto: Climatempo

Foto de Katia Soares Ferreira, Santo Antonio de Pádua (RJ) em 14/2/2020

Foto: Climatempo

Foto de Katia Soares Ferreira, Santo Antonio de Pádua (RJ) em 14/2/2020

Foto: Climatempo

Foto de Kátia Soares Ferreira, Santo Antonio de Pádua (RJ), enchente em 14/2/2020

Veja também:

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade