0

Com que roupa que eu vou? Entenda o que é amplitude térmica!

Saber a amplitude térmica ajuda decidir a roupa para usar durante o dia, para não sentir frio e nem calor.

13 jul 2018
22h45
  • separator
  • 0
  • comentários

No dia 5 de junho de 2018, a temperatura em Porto Alegre variou pouco mais de 2,0°C durante o dia. A temperatura mínima foi de 13,9°C e a máxima de 16,2°C, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia. No dia 13 de julho de 2018, a temperatura variou cerca de 24°C durante o dia em Ariranha, no interior do estado de São Paulo. Em Porto Alegre, o dia 5 de junho com pequena amplitude térmica e em Ariranha, o dia 13 foi de grande amplitude térmica.

A amplitude térmica é a diferença entre a menor e maior temperatura de um dia. Este parâmetro normalmente não aparece explicitamente nas previsões do tempo, mas pode nos dar ajudar a saber que tipo de roupa usar. Afinal, com que roupa que eu vou é uma pergunta que a maioria das pessoas se faz, especialmente quando está se preparando para passar o dia todo fora de casa.

Quando o tempo está chuvoso ou o dia fica completamente nublado, sem sol, a amplitude térmica é pequena. Um dia com poucas nuvens desde cedo, que tem muito sol, muitas vezes tem uma grande amplitude térmica.

De forma geral, podemos dizer que uma amplitude térmica é pequena quando a diferença entre a temperatura mínima e a temperatura máxima fica entre 0°C e 5°C.

Em um dia com amplitude térmica normal, comum, a diferença entre a temperatura mínima e a máxima do dia varia de 10°C a 12°C.

Quando a diferença entre a temperatura mínima e a máxima é igual ou maior aos 15°C podemos dizer que a amplitude térmica é grande.

Dias com grande ou pequena amplitude térmica podem ocorrer em qualquer época do ano e em qualquer lugar.

Efeito cebola

Muita gente reclama quando passa por um dia de grande amplitude térmica no outono/inverno porque sente frio de manhã cedo, e tem que usar vários casacos, mas por volta do meio-dia já está quente e é preciso tirar os agasalhos. Esse tira-põe de roupas (e muitas vezes ter que carregar) é o que parece mais incomodar. Este é o famoso "efeito cebola".

Quando ocorre a grande amplitude térmica?

Uma das condições meteorológicas mais favoráveis a grandes amplitudes térmicas é quando uma massa de ar frio de origem polar começa se afastar de uma região. Isto faz com que o ar aqueça rapidamente. Foi o que ocorreu na maioria das áreas da Região Sul e no estado de São Paulo no dia 13 de julho, onde as amplitudes térmicas superaram os 15°C.

No interior do Brasil, durante o outono/inverno é comum termos a presença de massas de ar seco, associadas com fortes anticiclones (que são sistemas de alta pressão atmosférica) que causa a subsidência do ar.

Foto: Climatempo

Quando esta massa de ar seco está atuando, o Centro-Oeste, o interior do Sudeste e do Nordeste e também o Tocantins têm dias de grande amplitude térmica. Em Palmas, capital do Tocantins, a menor amplitude térmica entre 1 e 13 de julho de 2018 foi de 10,4°C no dia 6 de julho.

Outra situação favorável a uma grande amplitude térmica é o dia da pré-frontal, um dia antes da chegada do ar polar e da chuva de uma frente fria.

Quando a amplitude térmica é pequena?

De forma geral, a amplitude térmica é pequena em dias nublados, com pouca ou nenhuma aparição do sol. A diferença entre a temperatura mínima e a máxima do dia também pode ser menor ainda quando chove o dia todo. Uma dia garoento e com entrada de ar frio de origem polar faz com que a temperatura quase não varie ao longo do dia e o valor da temperatura mínima fica muito próximo da máxima.

Um dos fatores importantes que inibem a elevação da temperatura é o vento persistente. Assim, dias com pouco sol e vento moderado persistente, mesmo sem estar chovendo, podem ter uma amplitude térmica relativamente pequena.

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade