PUBLICIDADE

PF combate garimpos ilegais em terra indígena no Mato Grosso

Operação conta com representantes do Ibama, Força Nacional, Exército, Polícia Rodoviária Federal e da Funai

28 set 2021 12h09
| atualizado às 12h27
ver comentários
Publicidade

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 28, uma operação de combate à extração ilegal de minérios na Terra Indígena Sararé, que fica na região de Pontes e Lacerda em Mato Grosso.

Viatura da Polícia Federal no Rio de Janeiro
28/07/2015 REUTERS/Sergio Moraes
Viatura da Polícia Federal no Rio de Janeiro 28/07/2015 REUTERS/Sergio Moraes
Foto: Reuters

Na terceira fase da operação Alfeu, a ação envolve um efetivo de aproximadamente 100 servidores, com representantes do Ibama, da Força Nacional, do Exército, da Polícia Rodoviária Federal e da Funai, além do uso de drones e imagens de satélites.

Em comunicado, a PF citou que em março passado a Justiça havia determinado a desocupação do garimpo na Terra Indígena Sararé.

"No entanto, através de imagens de satélite, a PF constatou que a região continua a ser degradada, necessitando assim de nova intervenção policial no local."

Segundo a corporação, as ações desta terça "obtiveram êxito em inutilizar o maquinário utilizado na atividade ilegal". As equipes também vão fiscalizar os garimpos Babalu e Cooper Pontes.

"A Polícia Federal e os demais órgãos envolvidos na operação permanecerão no local até a desarticulação completa dos garimpos para garantir o encerramento da atuação garimpeira ilegal na região", destacou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade