PUBLICIDADE

Regina Duarte é exonerada da Secretaria Especial da Cultura

Atriz deixa o cargo oficialmente duas semanas depois de sua demissão do governo Bolsonaro

10 jun 2020 07h38
| atualizado às 08h25
ver comentários
Publicidade

Foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 10, a exoneração de Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura. A saída da atriz já havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro em 20 de maio, quando foi dito que ela assumiria um cargo na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, o que ainda não aconteceu.

Heber Moura Trigueiro é o novo titular da Secretaria do Audiovisual, ligada à Secretaria Especial da Cultura,comandada pela atriz Regina Duarte.
Heber Moura Trigueiro é o novo titular da Secretaria do Audiovisual, ligada à Secretaria Especial da Cultura,comandada pela atriz Regina Duarte.
Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

A publicação no Diário Oficial da União que oficializa a saída da atriz do cargo é assinada pelo presidente e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Na sexta, 5, a atriz fez uma postagem em que dizia: "Sigo secretária".

Regina Duarte tomou posse, sem o apoio da classe artística, no dia 4 de março, um pouco antes da quarentena, e sua ausência em reuniões do Governo em Brasília foi um dos motivos para o início de sua fritura.

Bolsonaro chegou a dizer que Regina sentia saudades da família e que a mudança para São Paulo por conta do novo cargo seria para o "bem" dela.

Antes de demitir Regina Duarte, Bolsonaro já vinha conversando com o ator Mário Frias, também um apoiador do Governo. Sua nomeação ainda não foi confirmada.

Estadão
Publicidade
Publicidade