PUBLICIDADE

Política

'Operação Lesa Pátria' já fez mais de 1,3 mil prisões e apreendeu R$ 20 milhões em bens

Até o momento, foram realizadas 23 fases para investigar os atos do 8 de janeiro

8 jan 2024 - 17h00
(atualizado às 18h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A 'Operação Lesa Pátria' está ativa há um ano com bens apreendidos e identificação de fontes financiadoras, participantes e organizadores dos atos golpistas do 8 de janeiro. O valor dos bens é estimado em R$ 20 milhões, considerando a depreciação com o passar do tempo.
Radicais invadirem as sedes dos três Poderes em Brasilia-DF
Radicais invadirem as sedes dos três Poderes em Brasilia-DF
Foto: Wilton Junior/Estadao

A Polícia Federal divulgou nesta segunda-feira, 8, um balanço com os números de um ano de atuação da 'Operação Lesa Pátria'. A ação foi deflagrada há um ano, para investigar financiadores, participantes e organizadores dos atos golpistas do 8 de janeiro.

Somados todos os bens apreendidos, os valores são estimados em aproximadamente R$ 20 milhões. De acordo com a PF, a estimativa leva em conta a depreciação que os bens sofrem com o passar do tempo. Os números não consideram as apreensões da 23ª fase, que aconteceu nesta segunda.

Balanço de um ano da 'Operação Lesa Pátria'

  • Mandados de prisão preventiva: 97
  • Mandados de busca e apreensão: 313
  • Valores de bens apreendidos: R$ 11.692.820,29*
  • Valores de veículos apreendidos: R$ 5.032.147,00*
  • Valores de ônibus apreendidos: R$ 8.400.00,00*
  • Prisões em flagrantes: 1.393

Nova fase da Operação Lesa Pátria

Além do balanço, também foi anunciada hoje a 23ª fase da operação. Para ela, foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, 47 mandados judiciais, sendo 46 deles de busca e apreensão e um de prisão preventiva, para os estados do Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Rondônia, São Paulo, Tocantins, Santa Catarina e Distrito Federal.

Foi determinada a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados. Segundo as autoridades, está sendo apurado que os valores dos danos causados ao patrimônio público possam chegar a R$ 40 milhões.

De acordo com a PF, a operação é permanente, ou seja, não tem uma data para acabar. As investigações seguem e periodicamente serão divulgados atualizações sobre a quantidade de mandados expedidos e pessoas capturas. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade