PUBLICIDADE

Política

Mulher se passa por falsa liderança do PL e dá golpe em pastores e empresários com passagens falsas de avião

Ao menos 10 pessoas pagaram entre R$ 5 e 10 mil para participar de suporta conferência partidária, em Lisboa

20 fev 2024 - 16h10
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução: Redes Sociais

A Polícia Civil do Distrito Federal está investigando uma mulher suspeita de aplicar golpes em pelo menos 10 pessoas, ao fingir ser membro da liderança do Partido Liberal Mulher (PL) em Águas Claras. Trata-se de Ivana Nazaré Freitas de Oliveira, que é acusada de vender passagens aéreas falsas por valores entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, supostamente para uma conferência partidária em Lisboa, Portugal. As vítimas incluem pastores, servidores públicos e empresários. As informações são do portal Metrópoles. 

Por meio de comunicado, a polícia informou que Ivana oferecia uma vaga de emprego para ser sua assessora, com salário de R$ 15 mil. A condição era que a vítima a acompanhasse no suposto evento do partido em Portugal. Para isso, Ivana exigia o pagamento de aproximadamente R$ 4 mil para as passagens aéreas de ida e volta, mais R$ 2.500 para que a pessoa pudesse "entrar em Portugal", e ainda mais R$ 1.000 para que o voo fosse transferido da classe econômica para a executiva, totalizando R$ 7.500.

Com o intuito de dar mais credibilidade ao golpe, ela se infiltrou em eventos do PL, chegando a tirar fotos ao lado de políticos conhecidos da legenda, como a deputada federal Bia Kicis.

De acordo com o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ivana não está filiada a nenhum partido político. O caso é investigado pela 21ª DP do Distrito Federal.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade