0

DEM ameaça abrir representação contra Marco Maia

28 jun 2012
10h52
atualizado às 10h57
Elaine Lina
Direto de Brasília

O líder do Democratas, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), exigiu nesta quinta-feira que o presidente da Câmara, o deputado Marco Maia (PT-RS), peça desculpas por palavras ditas contra o DEM e o deputado Mendonça Prado (DEM-SE) ontem no Plenário. O partido promete representar contra Marco Maia na Corregedoria da Casa, caso ele não peça desculpas publicamente.

De acordo com Lorenzoni, o presidente foi agressivo e desrespeitoso com o deputado Mendonça Prado durante votação do projeto que dispõe sobre a jornada de trabalho dos enfermeiros. "O presidente Marco Maia tem até a noite de terça-feira para pedir desculpas publicamente ao partido e ao deputado, ou ele se desculpa publicamente ou nós faremos representação contra ele na Corregedoria", disse o líder do Democratas.

Ontem, no final do dia, Marco Maia bateu boca com Mendonça Prado por conta do adiamento promovido pelo governo da votação do projeto que fixa em 30 horas semanais a jornada de trabalho dos enfermeiros.

Prado exigiu a palavra em nome do partido, mas devido a manobras regimentais, a votação foi impedida e o pronunciamento do deputado também. Ao final, quando pode falar, Prado acusou Maia de ter sido o responsável pelo adiamento da votação, o que iniciou o bate boca. "Não vou permitir que Vossa Excelência faça esse tipo discurso. Vossa Excelência é um tipo de desqualificado", disparou Maia.

"Maia se mostrou absolutamente intranquilo e de maneira inadequada na condução dos trabalhos quando ele agrediu verbalmente e desacatou o deputado Mendonça", reafirmou Onyx.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade