PUBLICIDADE

Bolsonaro diz que versão de Joice está "bastante esquisita"

Deputada acordou em uma poça de sangue com hematomas e fraturas que sofreu na madrugada do último dia 18

27 jul 2021 20h12
| atualizado às 20h33
ver comentários
Publicidade
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Foto: Adriano Machado / Reuters

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou como "esquisita" a versão da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) a respeito dos hematomas e fraturas que sofreu na madrugada do último dia 18, quando, segundo ela, acordou sobre uma poça de sangue em seu apartamento funcional, em Brasília. A parlamentar, que não se lembra da causa do incidente, chegou a aventar a hipótese de ter sido vítima de atentado.

"Não quero entrar nessa polêmica, está bastante esquisita a história dela. Ela me culpa achando que eu vou responder. Não vou polemizar, até porque eu tenho que trabalhar em Brasília", disse nesta terça-feira, 27, em entrevista à Rede Nordeste.

Segundo apuração da Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol), que teve acesso a imagens de câmeras de segurança, não houve entrada de estranhos no prédio onde a parlamentar mora entre os dias 15 e 20 de julho.

"A Depol realizou perícia em 16 câmeras do prédio onde se localiza o apartamento funcional da deputada Joice Hasselmann e concluiu que a parlamentar não saiu do imóvel de quinta (15) a terça-feira (20), momento em que teria saído para o hospital. Além disso, foram realizadas oitivas de funcionários que trabalham no local. Também não foi identificada a entrada de nenhuma pessoa estranha nesse período", informou o órgão por meio da assessoria da Câmara.

Segundo relato de Joice, ela e o marido, o médico Daniel França, que prestou os primeiros socorros ainda em casa, dormiam em quartos separados no momento em que ela se deu conta dos ferimentos. A Polícia Civil também investiga o caso.

Joice Hasselmann é fotografada com hematomas no rosto em seu apartamento funcional em Brasília
Joice Hasselmann é fotografada com hematomas no rosto em seu apartamento funcional em Brasília
Foto: Gabriela Biló / Istoé Dinheiro

A assessoria da Câmara disse que há segurança nos locais onde se localizam os apartamentos funcionais dos parlamentares. "Os prédios possuem vigilância armada e porteiros, ambos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, há câmeras de segurança e rondas ostensivas, com viatura caracterizada", diz a nota.

Ainda nesta terça-feira, a Polícia Civil realizou uma perícia no apartamento da deputada e, na segunda-feira, 26, o carro dela foi vistoriado pelas autoridades. Também na segunda-feira, Joice prestou depoimento por mais de duas horas na Polícia Civil do Distrito Federal sobre os ferimentos no seu corpo.

Estadão
Publicidade
Publicidade