0

Bolsonaro diz que liberdade deve "passar" por militares

Presidente se incluiu ao falar sobre as Forças Armadas e fez críticas indiretas à esquerda ao defender liberdade

27 nov 2020
12h32
atualizado às 12h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em evento militar em Guaratinguetá (SP) nesta sexta-feira, 27, o presidente Jair Bolsonaro reforçou seu discurso em defesa da liberdade. Exaltando as Forças Armadas, ele afirmou que a liberdade da população "passa" pelos militares.

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
07/10/2020
REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto 07/10/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"Só nós militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica podemos dizer aos 210 milhões de habitantes que a liberdade do nosso povo passa por nós", disse. Em seguida, fez críticas indiretas à esquerda. "Nós, com o sacrifício da própria vida, defenderemos esse bem maior de um povo. Um povo que nasceu e será livre, que jamais permitirá que a cor da sua bandeira seja mudada", declarou.

"Tenho certeza que há poucos anos as Forças Armadas representavam outra coisa para quem estava no governo. Hoje é exatamente o contrário. Vocês são o nosso oxigênio. A vocês também devemos lealdade e reconhecimento, por isso, estou aqui", afirmou.

Para uma plateia de formandos da Escola de Especialistas de Aeronáutica, Bolsonaro destacou que acredita que o País está no "caminho certo". "Estamos mudando o destino do Brasil apesar das graves adversidades porque temos um povo maravilhoso ao nosso lado e umas Forças Armadas que tem um dever constitucional e lealdade a seu povo."

Nesta sexta-feira, o chefe do Executivo participou da cerimônia de graduação de mais de 400 novos sargentos da Aeronáutica. Acompanharam o evento junto ao presidente os ministros da Defesa, Fernando Azevedo, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno. O filho 03 do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também estava presente. Bolsonaro deve retornar à Brasília por volta das 14h.

Veja também:

Sem máscara, Bolsonaro vai a lotérica e padaria em Brasília
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade