1 evento ao vivo

Bolsonaro afirma que Weintraub 'extrapolou' em reunião

Segundo o presidente, o ministro "jamais falaria o que disse no dia 22 em reunião aberta"

28 mai 2020
21h35
atualizado em 29/5/2020 às 07h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa do ministro da Educação, Abraham Weintraub, após os ataques que o próprio ministro desferiu a membros do Supremo Tribunal Federal em reunião ministerial de 22 de abril, cujo vídeo foi divulgado na última sexta. Segundo Bolsonaro, "Weintraub jamais falaria o que disse no dia 22 em reunião aberta".

Bolsonaro afirma que Weintraub 'extrapolou' em reunião
Bolsonaro afirma que Weintraub 'extrapolou' em reunião
Foto: Fátima Meira / Futura Press

O presidente afirmou também que o ministro "extrapolou" na ocasião. Na terça, 26, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, deu cinco dias para que Weintraub prestasse esclarecimentos sobre as declarações feitas durante a reunião ministerial em que o chefe da Educação afirmou que "botava todos esses vagabundos na cadeia, começando no STF".

 

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade