1 evento ao vivo

Em reação ao STF, Bolsonaro chama reunião com ministros

Encontro vai discutir uma reação às medidas do STF após operação da Polícia Federal contra apoiadores do presidente.

27 mai 2020
17h13
atualizado às 17h25
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Em reação ao STF, Bolsonaro chama reunião com ministros e deve orientar Weintraub a não depor
Em reação ao STF, Bolsonaro chama reunião com ministros e deve orientar Weintraub a não depor
Foto: Palacio do Planalto / BBC News Brasil

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro convocou para a tarde desta quarta-feira (27), uma reunião extraordinária de ministros no Palácio do Planalto. O encontro vai discutir uma reação às medidas do Supremo Tribunal Federal (STF) após a operação da Polícia Federal que teve como alvos blogueiros e empresários apoiadores do presidente.

Uma das possibilidades que serão discutidas no encontro é a recusa do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de comparecer ao depoimento que foi convocado para esclarecer ataques que fez a ministros da Corte. A proposta será levada pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e discutida pelos ministros da área jurídica.

Em reunião com o presidente e outros ministros no dia 22 de abril, Weintraub disse que, se dependesse dele, "botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF". O ministro terá agora cinco dias para prestar depoimento à Polícia Federal (PF).

O depoimento foi determinado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, no âmbito do inquérito que apura ameaças, ofensas e fake news disseminadas contra integrantes do Supremo e suas famílias. É a mesma investigação em que a PF realizou a operação desta quarta-feira.

 

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade