PUBLICIDADE

Política

Após críticas ao STF e a ministros, Malafaia fala em 'perseguição'

28 fev 2024 - 08h15
Compartilhar
Exibir comentários

O pastor Silas Malafaia afirmou ontem estar sendo perseguido pelo discurso com críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF) que fez no ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista, no domingo, do qual foi um dos organizadores. "Começou a perseguição a mim? Mais do que nunca, o que falei lá é verdade: o estado democrático de direito está em perigo", disse o pastor em vídeo publicado nas redes sociais.

Na gravação, Malafaia reagiu à possibilidade de se tornar alvo da Polícia Federal no inquérito que apura uma tentativa de golpe de Estado. Segundo o jornal O Globo, o pastor poderia ser incluído no rol de investigados pela tentativa de embaraçar as diligências. Malafaia também declarou que não há motivos para uma eventual apuração sobre o financiamento do ato. "Eu tenho nota de tudo, é com nota em meu nome", disse o pastor no vídeo. " Escolheram o cara errado para perseguir", afirmou.

Enquanto Bolsonaro adotou tom mais comedido em seu discurso, o pastor criticou o STF e os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, presidente da Corte. "Se eles te prenderem, não vai ser para sua destruição, mas para a destruição deles", disse.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade