PUBLICIDADE

Política

Advogado de Bolsonaro que resgatou Rolex nos EUA acumula dívidas e contas em atraso, diz jornal

Frederick Wassef ostenta uma vida milionária, mas deve condomínio, imposto e multa de trânsito

26 ago 2023 - 16h25
Compartilhar
Exibir comentários
Wassef se lançou candidato a deputado federal em 2022
Wassef se lançou candidato a deputado federal em 2022
Foto: Reprodução/Instagram

Por trás do que aparenta ser uma vida milionária, Frederick Wassef, advogado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), acumula dívidas em diferentes esferas, desde contas de condomínio não pagas a multas de IPTU para prefeituras. As complicações financeiras de Wassef foram listadas em uma reportagem do jornal Estadão.

Wassef foi quem recomprou um relógio Rolex do ex-presidente em Miami, nos Estados Unidos, estimado em US$ 68 mil - ou cerca de R$ 347 mil. Apesar de ter desembolsado tamanha bagatela, o advogado não conseguiu, dentre outras dívidas, pagar R$ 3.516,35 de IPTU para a prefeitura do município de Atibaia.

Em sua declaração de patrimônio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para disputar as eleições de 2022 a deputado federal, Wassef disse ter R$ 18 milhões. O valor inclui um apartamento de três quartos também em Miami, com valor estimado em quase R$ 5 milhões. O boleto do ano passado com as taxas locais do imóvel, no valor de US$ 12.847,59 - ou R$ 62.621,72 - ainda não foi pago.

Além do imóvel, Wassef declarou ter três carros: um veículo Silverado de 1995, estimado em R$ 24 mil, uma caminhonete Ranger de R$ 112 mil e um Jetta, também avaliado em R$ 112 mil, mas declarado pelo advogado ter custado R$ 125 mil. Este último está com o IPVA de 2022 e 2023 em atraso, totalizando o valor de R$ 6,7 mil.

Outro bem trazido pelo Estadão é uma casa comprada por Wassef em março do ano passado, por R$ 3,7 milhões, no Setor de Mansões Dom Bosco, uma zona nobre de Brasília. O local, porém, se tornou um canteiro de obras parado.

O jornal visitou a casa na última segunda-feira, 21, e encontrou o cadeado de uma das portas da propriedade aberto, sem movimentação de trabalhadores ou de vigias. O responsável pela obra, Almir Pereira Filho, confirmou que ela estava parada e que o retorno depende apenas de Wassef. O mesmo imóvel também está com os pagamentos de IPTU em atraso. Já foram três parcelas de R$ 3.155,89, que ainda não foram pagas este ano.

Hacker, quebra de sigilo e Mauro Cid: entenda o cerco a Bolsonaro Hacker, quebra de sigilo e Mauro Cid: entenda o cerco a Bolsonaro

Além disso, o Condomínio Fazenda Vila Nazareth, no município de Tuiuti (SP), cobra na Justiça R$ 46 mil de Frederick Wassef por despesas de manutenção do local. Em outro processo, a Prefeitura de Atibaia cobra R$ 3.516,35 em dívidas de IPTU de uma casa de Wassef que fica próxima a outro imóvel do advogado.

Ainda de acordo com o jornal, a maioria dos imóveis de Wassef foi herdado dos pais. Um levantamento em cartórios no Estado de São Paulo mostra que, entre os imóveis declarados pelo advogado, quatro deles foram doados pelos pais, Josephina Beyruti Wassef e Fayez Wassef. O imóvel mais recente comprado pelo advogado foi o apartamento em que mora de 189 metros quadrados, no Morumbi, por R$ 1.610.200,00, em agosto.

O jornal não conseguiu contato com Wassef para questionar as dívidas. O advogado foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal e, desde então, mudou de número de telefone.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade