PUBLICIDADE

Política

Advogado de Michelle deixa caso das joias após divergências com defesa de Bolsonaro

Daniel Bialski deixou a defesa do caso nesta terça-feira, 22

22 ago 2023 - 13h36
(atualizado às 15h17)
Compartilhar
Exibir comentários
Conjunto de joias femininas que deu origem à investigação
Conjunto de joias femininas que deu origem à investigação
Foto: Reprodução/Fantástico

O advogado de Michelle Bolsonaro, Daniel Bialski, deixou a defesa da ex-primeira-dama no caso das joias sauditas. Bialski alegou "motivos de foro íntimo" ao abrir mão de seguir no comando do caso nesta terça-feira, 22. A informação foi divulgada pela GloboNews e confirmada pelo Estadão.

"Informo que de comum acordo com os interesses da ex-primeira dama, Michelle Bolsonaro, deixarei de patrocinar sua defesa no Inquérito nº 4.874/DF (Pet.11645), justamente porque os advogados que atualmente representam o Ex-Presidente Jair Bolsonaro poderão e a representarão habilmente, daqui por diante, neste caso", registrou o advogado em nota.

Bialski havia sido constituído como advogado de Michelle logo após a Polícia Federal pedir ao Supremo Tribunal Federal a quebra dos sigilos bancário e fiscal da ex-primeira-dama no bojo do inquérito da Operação Lucas 12:2. O ministro Alexandre de Moraes já acolheu a solicitação.

Um dos motivos para a saída de Bialski do caso das joias saudistas recebidas durante o governo Bolsonaro foi a suposta escolha da cliente em não gastar mais dinheiro com um novo advogado, mantendo apenas os já contratados. 

*Com informações do Estadão Conteúdo

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade