0

SP: Alckmin diz que ação do Denarc na Cracolândia foi correta

Para o governador, polícia apenas revidou ataque de dependentes químicos; ele também informou que eventuais abusos devem ser investigados

24 jan 2014
14h12
atualizado às 14h17
  • separator
  • 0
  • comentários

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), avaliou a ação do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) na Cracolândia como "correta" e disse que a Polícia Civil "apenas revidou o ataque" de dependentes químicos na tarde de quinta-feira. "Traficantes e dependentes químicos precisam ser tratados de maneira diferente", garantiu o governador. Foi por conta da reação dos usuários de drogas que a polícia usou bombas de efeito moral no local, disse ele, mas se houve abusos, eles serão investigados. As informações são da Rádio CBN.

Ontem à tarde, moradores da rua Barão de Piracicaba relataram uso de balas de borracha, spray de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo por policiais do Departamento de Narcóticos que buscavam traficantes na Cracolândia. A diretora do órgão, a delegada Elaine Biasoli, negou, à noite, que balas de borracha tenham sido usadas e classificou a ação de repressão ao tráfico como “certíssima”.

Em entrevista concedida no final da manhã desta sexta-feira, o governador de São Paulo disse que não se pode fazer desse caso uma "picuinha política". Em outra vertente relacionada à retirada dos dependentes químicos na região, a Secretaria de Estado de Seguança Pública confirmou hoje que há uma investigação da corregedoria da Polícia Civil para apurar o envolvimento de policiais no comando do tráfico na Cracolândia; essa investigação, porém, não tem relação com a ação do Denarc na região central da capital paulista.

Com vagas em hotéis, dependentes são removidos de barracos na Cracolândia

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade