0

PR: policiais do caso Tayná prendem suspeito de matar outra adolescente

26 jul 2013
14h52
atualizado às 14h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A equipe de policiais civis que investiga no Paraná o caso do assassinato de Tayná Adriane da Silva, 14 anos, prendeu na quinta-feira, em Ilhota (SC), um homem suspeito de estuprar e matar outra adolescente. Gabriele Fidelis de Lima, 15 anos, foi morta no dia 9 de março deste ano, em Colombo (PR), mesmo local do assassinato de Tayná.

Everton Aguinaldo da Silva Marques, 26 anos, foi preso pela equipe coordenada pelos delegados Guilherme Rangel e Rafael Vianna, que realiza a investigação em conjunto com policiais de Santa Catarina. Os policiais investigavam o suspeito para verificar se existia relação com o caso Tayná, o que não foi confirmado pelo exame de DNA realizado pela Polícia Científica do Paraná. As investigações relacionadas ao caso Tayná continuam.

Adolescente é estuprada e asfixiada no PR
Gabriele Fidelis de Lima, 15 anos, foi violentada sexualmente e asfixiada. A vítima havia ido a uma festa com amigos e, na volta para casa, durante a madrugada, percorreu um trecho sozinha quando foi abordada por um homem.

No mês de junho, um exame de DNA realizado pela Polícia Científica do Paraná possibilitou a identificação do autor do estupro e morte. Imagens de Everton Marques foram divulgadas pela polícia.

O trabalho iniciou com o levantamento do local do crime. Amostras do sêmen deixado na vítima foram coletadas e encaminhadas para exames no laboratório de DNA. Nesse setor, foi feito o confronto do sangue coletado no depoimento que o suspeito já havia prestado com o sêmen encontrado na vítima, confirmando que as amostras eram da mesma pessoa.

Veja também:

Rone apreende drogas e detém quatro pessoas, no Bairro Lago Azul
Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade